quinta-feira, 18 de junho de 2015

VIVEMOS MOMENTOS DE AMEAÇA, DIZ AGRIPINO SOBRE RETALIAÇÕES NA VENEZUELA

Senador Agripino participou de comitiva de parlamentares que foi a Caracas visitar presos políticos. Na foto o grupo foi ladeado pelas esposas dos detidos

Em Caracas (Venezuela) para a visita aos presos políticos pelo regime do governo Nicolás Maduro, nesta quinta-feira (18), o presidente nacional do Democratas, José Agripino (RN), disse que os senadores viveram momentos de tensão e ameaça quando tentavam se deslocar para o presídio de Rama Verde – onde se encontra o líder opositor venezuelano Leopoldo López. Agripino contou que manifestantes contratados jogaram pedras e davam murros na van onde estavam os oitos senadores brasileiros para a missão em Caracas.

“Muito mais do que cercados por manifestantes, fomos cercados por manifestantes contratados. Quando tentamos chegar aos locais onde iríamos desenvolver uma ação democrática e humanitária a presos políticos pelo regime ditatorial de Nicolás Maduro, fomos impedidos porque, artificialmente, obstruíram as vias de acesso”, contou o parlamentar pelo Rio Grande do Norte. Após duas tentativas de chegar ao presídio, os parlamentares decidiram retornar ao Brasil na noite desta quinta.

Além de Agripino, estavam na comitiva em Caracas os senadores Aécio Neves (PSDB-MG), Aloysio Nunes (PSDB-SP), Ronaldo Caiado (DEM-GO), José Medeiros (PPS-MT), Sérgio Petecão (PSD-AC), Ricardo Ferraço (PMDB-ES) e Cássio Cunha Lima (PSDB-PB). Para Agripino, os senadores sofreram um “boicote” por parte do governo venezuelano. “Caímos em uma arapuca, fomos objeto de um boicote”, disse.
Van conduziu os senadores aos eventos
O senador também criticou o silêncio dos governos brasileiro e venezuelano em relação à hostilidade sofrida pelos senadores em Caracas. “O embaixador do Brasil na Venezuela esteve conosco no nosso desembarque, se despediu dizendo que estaria conosco no nosso embarque. Algo estranho uma vez que ele não precisava entrar nos eventos que iríamos participar, mas ao menos nos acompanhar, no carro dele, para garantir nossa integridade”, acrescentou.

quarta-feira, 17 de junho de 2015

BANCOS DESATIVAM CAIXAS ELETRÔNICOS



Estudante Daniel da Silva tentou utilizar um terminal do BB, sem êxito, e reclamou da desativação
Estudante Daniel da Silva tentou utilizar um terminal do BB, sem êxito, e reclamou da desativação
Um acordo entre as instituições bancárias e a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) para retirar os caixas eletrônicos com bandeiras próprias (como Banco do Brasil, Caixa Econômica e Bradesco, por exemplo) de supermercados e estabelecimentos comerciais tem causado surpresas negativas a diversos clientes. Em Natal, a maioria dos terminais já foi desativada. Agora, quem optar por fazer serviços fora das agências físicas, só poderá realizá-los nas tecnologias do Banco 24h. No caso de extratos e saldos, o cliente  também pode usar os canais online/tefelefônicos. De acordo com o Sindicato dos Bancários do RN, o novo sistema não beneficiará os usuários e pode resultar em aumento significativo de demanda e filas.
Foto: Adriano Abreu

Segundo o diretor do Sindicato dos Bancários, Gilberto Monteiro, a expectativa é que até 2017 a mudança seja implementada por completo em todas as regiões do país. No entanto, ele vê com receio tal modificação. “Isso foi uma negociação entre os bancos para dividir os custos dos serviços. Mas, não sabemos se a empresa, PecBan [que gerencia o Banco 24h], vai ter força para bancar a demanda. Para o cliente, as mudanças, neste momento, não vão ser boas. E teremos um aumento no fluxo de atendimento das agências. No futuro, contudo, a promessa é que não sejam cobradas tarifas de uso além dos pacotes tradicionais de taxas”, comentou.

Ainda de acordo com o diretor, houve também “pouca divulgação” da mudança por parte das instituições bancárias. “Já procuramos informativos na Febraban e no próprio Banco Central, mas, a verdade, é que foi muito pouco difundida a notícia”, declarou. Ontem (15), a equipe de reportagem da TRIBUNA DO NORTE percorreu as principais redes de supermercados da capital e conversou com os usuários de serviços bancários.

Nos três estabelecimentos comerciais visitados, em apenas um o Banco 24h já está em pleno funcionamento, assim como ainda permanece um caixa eletrônico do Bradesco. Em outro, um informativo avisa que os terminais serão desativados até o próximo dia 20 de junho. Contudo, as tecnologias já estavam inutilizáveis. E, no terceiro, não haviam mais terminais.

A administradora Cláudia Dutra, de 42 anos, não conseguiu utilizar o caixa eletrônico do Banco do Brasil no supermercado Nordestão, na avenida Prudente de Morais. No local, dos três terminais, apenas um permanecia ligado, mas, sem realizar a leitura dos cartões. “É uma pena. Aqui dava muito mais segurança do que nas agências, fora a questão de ter estacionamento, e eu conseguia fazer tudo”, disse ela.

O estudante Daniel da Silva, de 20 anos, conseguia utilizar o terminal do Bradesco, ainda em operação, mas, compartilha a mesma opinião de Cláudia. “Vai prejudicar muito, porque vamos ter que rodar mais. As filas vão ser maiores”, pontuou.

No supermercado Carrefour, na BR-101, em Candelária, a situação encontrada pela reportagem foi distinta. Em pouco tempo no local, diversos clientes demonstraram-se surpresos com a mudança. Apesar do aviso que os caixas eletrônicos permaneceriam funcionando até o próximo sábado (20), os terminais já estavam desativados. “É ruim. Meu cartão não funciona naqueles caixas 24 horas. Então, vai ser péssimo. Invés de evoluir, retrocede”, frisou o pastor Celso Luiz Castro, de 62 anos.

O aposentado Romildo Lima, 67 anos, também procurou o autoatendimento e lamentou o insucesso da ida. “A realidade é que nada vem para ajudar os clientes. O dinheiro é nosso, está no banco, e não conseguimos ter acesso. E o pior é que não dão nenhuma satisfação”, afirmou. No supermercado Extra, na avenida Roberto Freire, zona Sul de Natal, não foram encontrados terminais bancários em funcionamento, apenas uma lotérica.

Banco 24 Horas - como funciona
O autoatendimento Banco 24h funciona como um caixa eletrônico sem bandeira própria, atendendo, atualmente, 32 instituições bancárias. Na capital potiguar, segundo o próprio site do sistema, existem mais de 96 terminais instalados e em plena operação, fixados em postos de combustíveis, supermercados, drogarias e outros estabelecimentos comercias.

Entre os serviços oferecidos, estão opções tradicionais aos caixas eletrônicos de bandeiras únicas, como saques, consulta de saldos e extratos. Contudo, em nem todos é possível realizar transferências, depósitos e ações mais específicas.

Além dos bancos maiores, como BB, Bradesco, CEF, Santander e Itaú, o Banco 24h também contempla instituições regionais – Banco do Nordeste e Banrisul – e financeiras como Sicredi, Losango e Banco Safra. 
F: TN

ELEFANTES EM EXTINÇÃO


Os elefantes são seres super inteligentes – tão próximos dos humanos quanto os macacos. Ainda assim, estamos literalmente levando estes animais à extinção.
Os elefantes são obcecados com a própria morte. Eles entendem o que está acontecendo com suas famílias, chegando até a identificar ossos de outros elefantes e passar horas chorando sobre eles. A caça predatória é tão devastadora, do ponto de vista emocional, que pode levar até 20 anos para que uma manada de elefantes se recupere!

Cem elefantes morrem por dia – eles são atingidos por tiros disparados a partir de helicópteros e têm seus rostos mutilados por facões, muitas vezes enquanto ainda vivos – apenas para produzir objetos de marfim. O pior de tudo é que essa selvageria é levada a cabo pelo crime organizado e ajuda a financiar os grupos terroristas mais perigosos do mundo.

Mas agora temos motivos para ter esperança: a China acaba de anunciar que vai gradualmente eliminar a indústria de marfim no país e onze estados dos EUA propuseram leis locais pedindo a proibição do comércio do produto. É um ponto crítico na luta em defesa destes majestosos animais. Agora, podemos acabar com a demanda financiando uma enxurrada de campanhas nos EUA, Tailândia e Vietnã e extinguir os maiores mercados de marfim do mundo.

terça-feira, 16 de junho de 2015

MINISTRO HENRIQUE ALVES PROPÕE QUE PAÍSES DO MERCOSUL SE APOIEM NA FORÇA DO TURISMO

Fortalecer a presença do bloco sul-americano no mercado global de viagens foi o principal tema da agenda de discussõesFoto: kiko Sierich
O ministro do Turismo, Henrique Alves, participou da XV Reunião de Ministros do Turismo do Mercosul, nesta terça-feira (16), em Foz do Iguaçu (PR), com o objetivo de debater estratégias para desenvolver o turismo nos países que compõe o bloco sul-americano. Entre as propostas destacam-se a harmonização das estatísticas, os avanços na criação do fundo de promoção turística do Mercosul e a promoção conjunta de destinos em mercados distantes.

 De acordo com Alves, o fórum é a instância ideal para que os países concentrem as propostas e, por meio do turismo, avancem no processo de integração social, política e econômica do bloco. “O potencial turístico de Foz do Iguaçu, por exemplo, é uma ferramenta para enfrentarmos os desafios que se colocam para os países do Mercosul”, afirmou. Alves lembrou ainda que o turismo é uma das atividades econômicas mais importantes do mundo, representando 9% do PIB global e contribuindo, representativamente, com os empregos e renda da população.

Entre os pontos debatidos estão o reforço do escritório de promoção turística do Mercosul no Japão e as propostas de roteiros integrados, fundamentais para estimular o aumento do fluxo de pessoas entre Brasil, Argentina, Venezuela, Paraguai, Uruguai e Chile.

 Para o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, o momento é propício para investir na tecnologia, para que se crie um canal para a educação e a capacitação a distância. “Os agentes de viagem no Japão podem, por meio de uma plataforma de relacionamento virtual, conhecer os destinos, produtos e serviços oferecidos aos turistas que desejam conhecer os países do Mercosul”, disse. Outra decisão acordada entre os membros da reunião é a análise dos sistemas de comercialização do turismo on-line nos mercados do Mercosul e suas consequências no sistema tributário.

 O encontro teve a presença dos outros cinco representantes do Turismo no bloco de países sul-americanos: Carlos Enrique Meyer (Argentina), Marcela Bacigalupo (Paraguai), Benjamin Liberoff (Uruguai), Emílio Álvarez (Venezuela) e Javiera Montes Cruz (Chile). Ao final, todos assinaram a ata do encontro assumindo os compromissos para o fortalecimento integrado nas regiões.

 Itaipu – O superintendente de comunicação de Itaipu, Gilmar Piolla, apresentou um projeto que será feito com a consultoria internacional da Arup. O objetivo é fortalecer turismo em Foz do Iguaçu, por meio da pesca esportiva no Lago de Itaipu; da criação do Caminho do Sol, um roteiro multiuso que trará ao turista a oportunidade da prática do turismo religioso, do cicloturismo e ecoturismo; além da construção de um polo de águas termais em Itaipulândia.

 Outra proposta é a revitalização da ponte internacional da Amizade, das praças de Foz do Iguaçu e de uma marina que ligará o Rio Iguaçu às Cataratas. Essas medidas contribuirão para integrar a Tríplice Fronteira, composta por Foz do Iguaçu e as cidades de Puerto Iguassu (Argentina) e Cidade del Este (Paraguai).
F: AssImp

MÉDICO SERIDOENSE É CONDENADO EM AÇÃO DO MPF POR DESCUMPRIR CARGA HORÁRIA


A Justiça acatou parcialmente uma ação do Ministério Público Federal (MPF) em Caicó e condenou o ex-vice-prefeito de Jardim do Seridó, José Anchieta Rodrigues de Moura, por descumprir a carga horária do Programa Saúde da Família (PSF), no Município de Ouro Branco, durante os anos de 2012 e 2013. O réu ainda pode recorrer da decisão e o MPF já apresentou recurso, requerendo da Justiça o acréscimo no valor a ser ressarcido e na multa a ser paga.

O médico acumulava, indevidamente, quatro cargos em municípios diferentes do Seridó: sendo dois através de concurso (em Ouro Branco e no Hospital de Acari, este pelo Governo do Estado) e outros dois a partir de contratos de prestação de serviços (em Jardim do Seridó e São José do Seridó). A Constituição Federal, quanto aos cargos e empregos privativos de profissionais de saúde, permite a acumulação de apenas dois cargos, desde que haja compatibilidade de horários.

A ação do MPF comprovou a incompatibilidade das jornadas e o próprio médico admitiu não só os quatro vínculos, como revelou que atuaria 32 horas semanais no PSF de Ouro Branco, embora recebesse o adicional de R$ 6.100 mensais pela carga horária de 40 horas. Ele terá de ressarcir o dano aos cofres públicos, devolvendo 20% do adicional, a serem corrigidos monetariamente, e pagar uma multa de R$ 10 mil. Valores dos quais o MPF já recorreu, por considerar insuficientes diante da gravidade dos fatos.

A juíza federal Sophia Nóbrega observou que, apesar das dificuldades dos pequenos municípios do semiárido em atrair médicos, que muitas vezes prestam serviços através de contratos precários e sem qualquer estabilidade, essa situação não pode ser tolerada no caso de José Anchieta. “(...) restou comprovado que o vínculo do autor em relação ao Município de Ouro Branco era estatutário. O réu era, na verdade, servidor efetivo municipal, aprovado mediante concurso público, percebendo remuneração superior a R$ 10.300”, descreve a sentença.

Até mesmo a suposta jornada alegada pelo réu - de 32 horas com uma folga por semana - foi considerada “extremamente improvável”. A juíza reforçou que, conforme alertou o MPF, “não há como aceitar que, após o cumprimento de um exaustivo plantão de 24 horas como médico do Estado do Rio Grande do Norte, o réu apresentasse, no dia subsequente, condições biopsicológicas para cumprir jornada de 8 horas no PSF de Ouro Branco”.

O processo tramita na Justiça Federal sob o número 0000485-81.2013.4.05.8402.

F: AssCom PR/RN

DEPUTADOS TENTAM INTERMEDIAR ACORDO PARA FIM DA GREVE NA UERN

A greve na Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) foi tema de discussão na tarde desta terça-feira (16), na Assembleia Legislativa. Durante audiência pública proposta pelo deputado estadual George Soares (PR), a paralisação foi debatida por representantes do Governo do Estado, Ministério Público, parlamentares, além de alunos e professores da UERN, que há três dias enfrenta a greve. Entre sugestões e ânimos exaltados, nenhum acordo foi firmado e paralisação continua.Foto: João Gilberto
Os professores universidade estão de braços cruzados porque não houve o pagamento de reajuste salarial acordado com o Governo em 2014. Os docentes teria recebido a promessa da então governadora Rosalba Ciarlini para a implementação do aumento de 57,53%, divididos em quatro reajustes anuais. Contudo, sob a alegação de que o estado está no Limite Prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal, o reajuste previsto para maio não foi implementado. Com isso, os professores cruzaram os braços.

De acordo com o reitor da UERN, Pedro Fernandes, a universidade realizou uma política de austeridade para garantir a economia do custeio, implementando o teto e, inclusive, deixando de alugar 7 dos 12 prédios que a instituição custeava. Com isso, a receita destinada à UERN seria suficiente para realizar o pagamento do reajuste neste ano - que também está previsto em orçamento. Contudo, o reitor explicou o motivo pelo qual o estado informou a possibilidade de arcar com a despesa.

"A UERN fez uma política de contenção de despesas e, com muito esforço, conseguiu baratear seus custos, havendo receita prevista. Contudo, a LRF limita o valor a ser gasto com pessoal e o Executivo está impedido de pagar", disse Pedro Fernandes, garantindo, porém, que vai buscar junto ao governador Robinson Faria (PSD) uma solução para o caso.

Quem também explicou a situação foi o consultor geral do estado, Eduardo Nobre. Segundo ele, o pedido dos professores é legítimo e justo, mas as dificuldades enfrentadas pelo Poder Público são de conhecimento geral e inegáveis. Mesmo afirmando que os professores são uma categoria profissional das mais relevantes, o consultor argumentou que a lei impede o pagamento do reajuste neste momento. De acordo com ele, acordos semelhantes foram cumpridos com a Polícia Civil e Polícia Militar, que tiveram as promoções efetivadas, mas porque havia a previsão legal.

"Eu compreendo a insatisfação, compreendo a reivindicação, mas nós não podemos apontar uma solução para o momento. Encontramos obstáculos muito sérios na LRF e na Constituição. Não posso assumir nenhum compromisso financeiro pelo Governo. Não por não estar autorizado, e sim por ser um técnico em direito e haver impedimentos legais que, no momento, são intransponíveis", explicou Eduardo Nobre.


Também presente ao encontro, o promotor Raimundo Caio analisou a greve e lamentou o pensamento sobre educação no Brasil. Para ele, ainda há muitas pessoas pensando que o problema da educação no país está na falta de recursos, fazendo com que "a agenda qualitativa da Educação fique esquecida por professores e gestores". Por outro lado, o promotor se colocou à disposição para, em nome do Ministério Público, buscar a intermediação para um acordo entre Governo e professores para a retomada das aulas.

"Apesar de não concordar com a discussão de que tudo passa por dinheiro, tem que se apoiar a causa dos professores, que é legítima", disse, falando ainda que é contra o uso de alunos como "instrumento de reivindicação
".

Discussão

O deputado Souza Neto (PHS) avaliou a UERN como uma das instituições mais importantes para o Rio Grande do Norte e disse que a universidade não pode ser considerada um fardo para o Poder Público.

"Que possamos analisar e formalizar a questão. Se há a a possibilidade orçamentária de dar o aumento, que se formalize o que há de se formalizar para que o acordo se cumpra. Para os alunos não terem o risco de perder o semestre, proponho que o MP colabore com o Governo na formalização do documento que é necessário para que estudantes e a UERN não sejam prejudicados", disse.

Para o deputado Fernando Mineiro (PT), é importante que se aproveite a disponibilidade do Ministério Público em encabeçar a intermediação para um acordo que, na opinião para o deputado, é a única saída para se acabar com o impasse quanto à questão do reajuste salarial.

"Vamos aproveitar e tentar negociar um acordo para que nenhum dos lados sejam prejudicados e que a greve possa, enfim, ser encerrada", sugeriu o deputado.

Propositor da audiência, o deputado George Soares (PR) elogiou o nível do debate e lamentou a situação de greve que a instituição enfrenta. Apesar de não haver uma proposta direta por parte do Executivo para que o caso seja solucionado, o deputado colocou a Assembleia Legislativa à disposição para, junto ao MP, intermediar a formulação de um acordo.

"Ficou muito claro que a UERN não representa um fardo para o estado. São custos ínfimos para o que a UERN representa. Queremos abrir as portas da Casa, a bancada de líderes para que possamos fazer esse acompanhamento para encontrar uma solução para o encerramento da greve e valorização de todos da UERN", disse o propositor do debate.

Além de George Soares, Fernando Mineiro e Souza Neto, também participou da audiência o deputado Carlos Augusto Maia (PTdoB).
F: AL

segunda-feira, 15 de junho de 2015

JUROS NO PAÍS TÊM MAIOR NÍVEL EM 16 ANOS



Os juros do cheque especial subiram de 205,06% ao ano em abril para 210,44% ao ano em maio, maior nível desde janeiro de 2003 (220,06% ao ano). Pela conta, quem entra no cheque especial devendo R$ 1 mil chega ao fim dos 12 meses seguintes com uma dívida de R$ 3.104,40.

As taxas das demais modalidades de crédito para pessoa física também aumentaram no mês passado na comparação com abril. Os juros médios do comércio subiram de 82,90% para 83,94% ao ano. As taxas médias dos financiamentos de automóveis na modalidade CDC (crédito direto ao consumidor) passaram de 27,27% para 28,02% ao ano. Os juros dos empréstimos pessoais de bancos aumentaram de 60,10% para 61,22% ao ano e as taxas dos empréstimos de financeiras, de 139,24% para 140,85% ao ano.

De acordo com a Anefac, na média, os juros do crédito para pessoa física encerraram maio em 6,87% ao mês (121,96% ao ano), no maior nível desde junho de 2010 (122,71% ao ano). A taxa média do crédito para pessoa jurídica atingiu 4% ao mês em maio (60,1% ao ano), no valor mais alto desde julho de 2011 (61,03% ao ano).

Segundo a Anefac, além dos recentes aumentos na Selic (juros básicos da economia), contribuíram para a alta nas taxas finais de crédito o maior risco de inadimplência – provocado pelo aumento do desemprego – e a elevação, de 15% para 20%, da alíquota da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido das instituições financeiras. A tendência é de mais alta.

Usuário desconhece taxas e limites
Uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e o portal Meu Bolso Feliz em todo o país mostra que quase todos os usuários  (96%) de cartão de crédito afirmam não ter conhecimento sobre a taxa de juros mensal quando opta por pagar o valor mínimo da fatura. Esse número aumenta entre as mulheres e pessoas das classes C, D e E (99%).

“Grande parte dos consumidores desconhece esses altos valores e não sabe o quanto perde dinheiro ao utilizar o cartão sem colocar todas as contas no papel", diz a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti.

Entre os usuários, 34% apontam a segurança como principal vantagem do cartão, uma vez que não é necessário andar sempre com dinheiro. Em seguida, poder parcelar  as compras (25%).

 Já a principal desvantagem é o risco de comprar mais do que pode (93%), o descontrole ao usar, realizando compras não planejadas e por impulso. "Quando usado de forma consciente, o cartão é um importante aliado na gestão do orçamento. Porém, os benefícios de parcelamento podem induzir o consumidor a um comportamento arriscado, o que pode resultar no endividamento e inadimplência devido às altas taxas de juros", diz Marcela.

Uso inteligente
Confira dicas de uso do cartão de crédito:

1 - Estabeleça seu limite de crédito. Não caia na tentação de aceitar limites aprovados sem a devida análise. Pode ser uma armadilha para você ter sua dívida triplicada em pouco tempo.
2 - Negocie com a operadora a tarifa, antes de começar a usá-lo.
3 - Pague o valor de sua fatura em dia, para que os juros não comprometam seu sono. Na eventualidade de um descontrole financeiro, procure outras formas de financiamento do valor da fatura (empréstimo pessoal, consignado, por exemplo) para não precisar “rolar” o saldo de seu cartão.
4 - Controle bem os parcelamentos. A soma do valor de cada compra pode estar próxima do seu limite conscientemente estabelecido e pode comprometer sua renda mensal.
5 - Procure ter um único cartão. Se achar necessário cartão(ões) adicional(is) para outra(s) pessoa(s), a comunicação financeira entre vocês deverá ser a melhor possível, para não ter surpresa no momento em que receber a fatura.
6 - Cuidado com sua senha.

Fontes: José Carlos Polidoro
Curso de Administração da Anhembi Morumbi.

AEROPORTO RECEBE AUTORIZAÇÃO DEFINITIVA PARA "OPERAÇÕES INTERNACIONAIS"

Aeroporto de São Gonçalo passou a ser alfandegado nesta sexta-feira
Aeroporto de São Gonçalo passou a ser alfandegado nesta sexta-feira
A Receita Federal declarou alfandegado o Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (12) pela Delegacia da Receita Federal em Natal. O ato declaratório que concede o alfandegamento – um sinal verde definitivo para a movimentação de passageiros e cargas vindas ou com destino ao exterior - porém, saiu no dia 11.

O aeroporto começou a funcionar no final de maio de 2014. Desde então, a autorização era provisória. O consórcio teve de cumprir uma lista de exigências técnicas para obter a definitiva.
A declaração de alfandegamento do aeroporto é autorização concedida pela Secretaria da Receita Federal do Brasil para estacionamento ou trânsito de veículos procedentes do exterior ou a ele destinados, embarque, desembarque ou trânsito de viajantes procedentes do exterior ou a ele destinados, movimentação, armazenagem e submissão a despacho aduaneiro de mercadorias procedentes do exterior, ou a ele destinadas, inclusive sob regime aduaneiro especial, bens de viajantes procedentes do exterior, ou a ele destinados e remessas postais internacionais, nos locais e recintos onde tais atividades ocorram sob controle aduaneiro.

O controle aduaneiro ficará a cargo da Inspetoria da Receita Federal do Brasil em Parnamirim.
F: TN

CONEXÃO COM O FUTURO


O Rio Grande do Norte está na disputa com o Ceará e Pernambuco para sediar um centro de distribuição de voos da LATAM, com investimentos total de R$ 9 bilhões e geração de 10 mil empregos. Projeto tem potencial  para alavancar economia potiguar.
Seminário 23ª edição do Seminário Motores do Desenvolvimento do RN ocorreu na última segunda-feira (8), no Versailles Recepções. O evento discutiu as perspectivas do turismo e qualidades técnicas e gargalos do RN para receber hub da LATAM
Hub, turismo e a economia potiguar
Com este 23º caderno especial, cujo tema central é o “Perspectivas e desafios do turismo do RN”, a TRIBUNA DO NORTE, RG Salamanca Capital Investments, Sistema Fecomércio, Sistema Fiern  e Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) iniciam o sétimo ano do do projeto “Motores do Desenvolvimento do Rio Grande do Norte”. O sucesso de público e o nível alcançado nos debates, ao longo de todo o projeto, são motivos suficientes para agradecermos a todos que estiveram conosco nesta jornada.

Originado da convicção de que a missão de um jornal não é apenas fornecer informações sobre o dia a dia, mas também- e principalmente - gerar conhecimentos que permitam aos seus leitores compreender, analisar e agir sobre a realidade cotidiana que os cercam, o projeto tomou forma e hoje é tido como um dos principais fóruns de discussões sobre o presente e futuro social e econômico do Estado. Nos últimos sete anos, debatemos assuntos como ideias sustentáveis para a indústria, pesca e carcinicultura, indústria, educação, novo aeroporto do RN, copa do mundo. Nesta 23ª edição, discutimos as perspectivas da principal atividade econômica do litoral potiguar (o turismo) com a possível chegada da central de distribuição de voos da LATAM. “Motores do Desenvolvimento” já é muito mais do que um marco na história do jornalismo potiguar. É uma fonte de informações e de conhecimentos indispensáveis aos leitores da TRIBUNA DO NORTE e uma oportunidade ímpar de se pensar o RN.
F: TN

domingo, 14 de junho de 2015

RAFAEL MOTTA E GARIBALDI APOIAM JUNIOR BENEVIDES EM CARNAUBAIS

O deputado federal Rafael Motta (PROS) e o senador Garibaldi Alves Filho (PMDB) participaram na noite deste sábado (13) de comício na cidade de Carnaubais, promovido pelo candidato a prefeito Júnior Benevides e pela candidata a vice, Alzimar. A eleição suplementar no município está marcada para o dia 5 de julho.

sábado, 13 de junho de 2015

EZEQUIEL REQUER BENEFÍCIOS PARA SERRA DE SÃO BENTO E ANGICOS

Na semana Legislativa que termina nesta sexta-feira 12, o presidente da Mesa Diretora, deputado Ezequiel Ferreira (PMDB) protocolou requerimento em que solicita do Governador do Estado, Robinson Faria (PSD) e do diretor geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Jorge Ernesto Fraxe a construção da estrada que liga o município de Serra de São Bento, na região Agreste, até a divisa com o estado da Paraíba.
Foto: João Gilberto
“A estrada é a principal via de ligação entre Serra de São Bento e a Paraíba, via Araruna. O trecho solicitado tem seis quilômetros de extensão e é uma estrada carroçável, com péssimas condições de tráfego. É de enorme importância a construção da estrada no trecho do Rio grande do Norte, tendo em vista que, o melhor acesso representa um avanço no desenvolvimento das cidades, por ser uma região que recebe frequentemente um número de turistas considerável”, justifica o parlamentar.
Ezequiel registra no requerimento que a população de Serra de São Bento solicita essa obra, uma vez que o trecho de Araruna até a divisa do Estado já foi concluída, incluindo a ponte entre os dois estados.

Angicos


Em outro requerimento protocolado na última sessão plenária da semana, Ezequiel Ferreira solicita do secretário de Saúde do Estado o abastecimento do Hospital Regional de Angicos, na região Central.

Ele diz em sua justificativa que “o grande problema enfrentado pela população do município é a falta de profissionais médicos e equipamentos básicos para o atendimento. A inexistências desses materiais básicos acaba afetando o atendimento no Hospital”.

O deputado acrescenta que a ausência de infraestrutura contribui para o não atendimento adequado da população das pessoas que moram nos municípios da região Central, pois não é só Angicos que se beneficia com os serviços do hospital, mas toda a região.
F: AL

AUTORIDADES POLÍTICAS ANUNCIAM METAS E PROJETOS PARA O TURISMO DO RN

"A discussão do turismo foi muito importante por atrair autoridades nacionais ligadas ao setor para ouvir demandas locais e apresentar projetos. Quem ganha com isso, sem dúvida, é o povo potiguar, porque o turismo viabiliza melhorias sociais e ainda arrecadação, que possibilita investimento em setores como saúde e educação", afirmou Rafael Motta.

Integrante da Comissão de Turismo da Câmara, Rafael Motta também ressaltou a necessidade de se retomar investimentos para a melhoria do centro histórico de Natal. "É preciso diversificar o turismo, promovendo também o turismo cultural em Natal e a atividade turística no interior do Estado", acrescentou o parlamentar.

 O ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, que também participou do seminário garantiu que irá cuidar pessoalmente dos projetos solicitados pelos municípios potiguares.

Presentes ainda ao evento, o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz; o presidente da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados, Alex Manente, e o secretário estadual do Turismo, Ruy Gaspar, que anunciaram que vão priorizar a retomada do aeroporto de Mossoró e a conclusão do teleférico de Santa Cruz.

Eles também ressaltaram o investimento em segurança pública, iluminação e limpeza pública como pontos básicos levados em consideração na hora de atrair turistas.

Prefeitos, secretário e vereadores do interior do Estado também apresentaram demandas locais, para incentivar a atração de turistas no interior.
F: AssImp

EZEQUIEL FERREIRA DESTACA PARTICIPAÇÃO DA JUSTIÇA ELEITORAL NO REGIME DEMOCRÁTICO

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza participou nesta sexta-feira (12) de uma sessão solene promovida pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RN) em homenagem aos 70 anos de reinstalação da Justiça Eleitoral no Estado. De acordo com o parlamentar, a instituição é guardiã da democracia.

“A instalação da Justiça Eleitoral se confunde com a construção da democracia. O voto é a expressão da cidadania e esse direito é assegurado por ela. Hoje, 70 anos após a sua reinstalação, parabenizo todos que integram o TRE/RN”, disse. Ezequiel ressaltou que o direito ao voto tem que ser exercido em sua plenitude. “Votar é depositar não só o voto, mas a confiança e a certeza de que o seu voto é inviolável e quando somado aos outros, representa o desejo da maioria do povo. Esta inviolabilidade e a soma correta deles, é jurada pela Justiça Eleitoral”, declarou.

Durante a solenidade foram lançados um selo e um carimbo personalizados pelos Correios, uma revista que registra a evolução histórica da Justiça Eleitoral no Brasil e no Rio Grande do Norte e o lançamento do ementário temático, além de uma exposição alusiva a data. A solenidade contou com as presenças do governador Robinson Faria (PSD), do presidente do Tribunal de Justiça do RN, desembargador Cláudio Santos e do presidente da OAB/RN, Sérgio Freire, dentre outras autoridades.
F: AssImp

MINISTRO DIZ QUE NOVO AEROPORTO É DIFERENCIAL PARA RN RECEBER "HUB"

Henrique prega cautela na discussão para concentrar conexões da TAM no Nordeste
Henrique prega cautela na discussão para concentrar conexões da TAM no Nordeste

Em entrevista ao Jornal 96, da 96 FM, Henrique disse que já teve um contato preliminar com dirigentes da TAM para tratar da possibilidade de instalação do 'hub', que fará com que os passageiros e cargas da companhia façam no estado suas conexões para os destinos finais. A estimativa é que de 10 mil empregos diretos e indiretos sejam criados, com investimento de US$ 1,5 bilhão.

O ministro ponderou que o Rio Grande do Norte está em disputa com dois estados (Ceará e Pernambuco) fortes economicamente e politicamente. Henrique ressaltou, inclusive, que são necessárias obras de infraestrutura para que o estado tenha a viabilidade logística para ser escolhido e possa fazer valer a vantagem que tem com a estrutura do novo aeroporto.

"O aeroporto de Parnamirim tinha 5 mil metros quadrados de área para armazenamento de carga, enquanto o novo aeroporto tem 50 mil metros quadrados de área para esse fim. Isso vai ser um dado fundamental nessa disputa", avaliou Henrique, ressaltando também que o aeroporto é o único do país com pista adequada para receber o Airbus 380, que tem capacidade para transportar mais de 800 passageiros por voo.

Por outro lado, o ministro ressaltou que a morosidade na viabilização dos acessos ao aeroporto e a estrutura do porto de Natal comparada ao de Suape, em Pernambuco, são pontos negativos na disputa para o Rio Grande do Norte. Apesar disso, Henrique acredita que Natal está forte na disputa.

"Temos que conduzir essa questão sem 'oba oba', com habilidade, para que não se trate de uma guerra com os demais estados envolvidos. É hora de se mobilizar, o prefeito, o Governo, ouvir todos para que não se faça disso uma guerra emocional, uma disputa pública", disse Henrique.

Turismo

Iniciando a gestão no ministério, Henrique destacou os números do Turismo para salientar a importância econômica da atividade para o país. Segundo ele, 4% do PIB brasileiro é gerado pelas atividades turísticas, que faz do Brasil a 7ª maior economia do turismo no mundo. Além disso, em 2013, o país tinha 3 milhões de pessoas empregadas na área. Contudo, o número de visitantes ainda é considerado baixo.

De acordo com o ministro, apesar dos valores aplicados na atividade, o Brasil recebeu aproximadamente 6 milhões de visitantes em 2014. O objetivo é fazer com que esse valor cresça e, para isso, Henrique destaca a necessidade de desenvolvimento de outras áreas no país.

"Para se desenvolver precisa-se de infraestrutura, segurança, porque não há turismo sem segurança, e tem que se qualificar a mão de obra em prol dos turistas. É uma área que emprega profissionais em todas diversas áreas e beneficia a população de todas as classes sociais", disse o ministro.

Para o Rio Grande do Norte, Henrique garante que vai trabalhar para colaborar no desenvolvimento através da atividade e que é a hora de haver o crescimento econômico significativo no estado.

"O Ceará já se desenvolveu, Pernambuco também, e agora tem que ser a hora do Rio Grande do Norte. O hub da TAM pode ser um primeiro passo e vamos trabalhar por isso", disse.
F: TN

CEASA E IFRN ASSINAM PROTOCOLO DE INTENÇÓES PARA GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS

Assinatura do Protocolo de ​intenções: Theodorico Netto e Belchior de Oliveira Rocha
Foto: ASSECOM/CEASA

Depois da finalização do estudo de gravimetria, recurso utilizado para tipificar os resíduos sólidos gerados em uma instituição, as Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Norte (Ceasa/RN) e o Instituto Federal do Rio Grande Norte (IFRN) firmam parceria para gerenciamento dos resíduos sólidos produzidos na Ceasa/RN. A solenidade para assinatura do protocolo de intenções aconteceu nesta sexta-feira (12), na Central.

A Ceasa gera atualmente de 12 a 15 toneladas de resíduos sólidos por dia que são enviados para o aterro sanitário. Desse montante, cerca de 80%, é “lixo” orgânico e grande parte do restante é lixo facilmente reciclável. Esse plano de resíduos sólidos que será desenvolvido também com o auxílio da Fundação de Apoio ao IFRN (Funcern), é um marco na história da Ceasa e passa a nortear a destinação correta do lixo a partir de agora. 

“Esse é um importante passo na história desta Ceasa. Vamos passar a enxergar os resíduos sólidos gerados aqui por outro ângulo. Está em nossas mãos a oportunidade de fazer dessa parceria com o IFRN um divisor de águas, a construção de uma nova fase”, comemorou o diretor presidente da Ceasa, Theodorico Netto.

O reitor do IFRN, Belchior de Oliveira Rocha, destacou a necessidade dessa cooperação técnica e deixou claro que o Instituto está sempre de portas abertas para atuar fora da academia, dando suporte técnico a outras organizações. “Não mediremos esforços para contribuir com instituições que necessitem da nossa parceria. Estamos extremamente felizes em poder assinar esse protocolo de intenções que a partir de hoje marca um momento único na trajetória da Ceasa”, destacou. 

Também participaram da ocasião a secretária da Sethas e primeira-dama, Julianne Dantas Faria; o superintendente da Fundação de Apoio ao IFRN (Funcern), Jairo José dos Santos; o superintendente do IBAMA, Alvamar Costa; o representante da senadora Fátima Bezerra, Olavo Ataíde; diretores, funcionários, permissionários e parceiros da Ceasa.

F: AssImp Ceasa/RN