sábado, 27 de abril de 2013

WILMA DISCUTE PROJETOS PARA NATAL COM TITULARES DA URBANA E SEMDES



Vice-prefeita de Natal recebeu ainda presidente do PSB de Carnaubais para discutir crescimento do partido no RN

A vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria, teve uma tarde de reuniões que debateram projetos para o desenvolvimento de Natal nesta terça-feira (23). Além de discutir ações para o tratamento e reciclagem do lixo de Natal com representantes de uma empresa interessada em atuar na capital potiguar e o presidente da Urbana, Jonny Costa e seu diretor de Operações, Glauber Nóbrega da Silva, ela conversou com o titular da Secretaria Municipal de Defesa Social (Semdes), Osair Vasconcelos, seu chefe de gabinete, Padre Fábio, e do diretor técnico Marcelo sobre ações de combate às drogas, que podem ser empreendidas pela Prefeitura de Natal.


Wilma, que criou a Guarda Municipal de Natal em 1991, quando prefeita da capital, busca envolver a corporação no trabalho preventivo contra as drogas, a exemplo do que implantou quando governadora do Rio Grande do Norte, através do Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas), envolvendo a Polícia Militar. A vice-prefeita esteve recentemente na Secretaria de Segurança Urbana de São Paulo e com a secretária de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos de Pernambuco, Laura Gomes, que apresentou o Programa Atitude, que faz parte do eixo de prevenção ao uso de drogas do Pacto Pela Vida e é exemplo para o país, tendo realizado em 2012 18.203 atendimentos.

Osair e Padre Fábio se mostraram interessados em aproveitar as sugestões oferecidas, com a utilização dos guardas municipais neste trabalho preventivo, somando aos projetos que estão elaborando neste sentido, uma vez que, segundo o gestor, já há bom volume de recursos assegurados pelo governo federal para ações de combate às drogas. O avanço das discussões pode acontecer nesta quarta-feira (24), quando Osair, ao lado do prefeito Carlos Eduardo Alves, e da vice-prefeita, Wilma de Faria, irão à Secretaria Nacional de Segurança Pública, em Brasília, para discutir estas ações e outras, como a aquisição de câmeras para monitoramento da cidade.
 POLÍTICA
Ao final da tarde, a presidente estadual do PSB, recebeu o presidente do PSB de Carnaubais, prefeito Luizinho Cavalcante, e seu filho Mário Luiz, que a convidaram para o 17º Seminário Municipal do partido, que se realizará em 18 de maio na cidade. Na ocasião, discutiram sobre as estratégias para crescimento do país no RN, assim como os rumos que terá nas próximas eleições. O correligionário aproveitou a oportunidade para informar sobre a segunda reunião com os núcleos de base do PSB localizados na Zona da Mata, no último domingo (21). O encontro, que aconteceu na sede do Núcleo da Esperança, recentemente implantado no Canto Comprido, contou com a presença de lideranças das comunidades de Carnaubal, Umbuzeiro, Ligação, Vassouras e Morada do Sol.
F: AssImp

SEMARH ASSINA TERMO DE COOPERAÇÃO PARA PERFURAÇÃO DE POÇOS NO ALTO OESTE

O Secretário Estadual de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Leonardo Rêgo, assinará na manhã deste sábado (27), em Pau dos Ferros, um termo de cooperação junto à Associação dos Municípios do Oeste do Rio Grande do Norte (AMORN), para a perfuração de 100 poços nos municípios da região Oeste.
O evento ocontecerá durante a Assembleia Geral Ordinária da AMORN,no auditório do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte – IFRN , a partir das 10hs e  contará com a presença da Governadora Rosalba Ciarlini.
Este termo de cooperação consiste numa parceria entre as duas instituições. Para viabilizar a perfuração destes poços, a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH) disponibiliza a máquina perfuratriz e seus técnicos, enquanto as prefeituras arcam com as despesas de combustível, canos e ferramentas para perfuração.
Os 100 poços serão distribuídos nos 22 municípios associados à Amorn. Após concluídas as perfurações, a Semarh fará as instalações através de bombas ou cataventos.
Segundo Leonardo Rêgo, essa reunião também será uma oportunidade para atualizar junto às prefeituras, a relação de poços que já foram perfurados e não instalados. “Com essa informação vamos providenciar um cronograma de instalação com recursos já assegurados pelo Tesouro Estadual.” Disse Leonardo Rêgo. “ Estamos empenhados e vamos continuar executando essas ações para minimizar os efeitos da seca na vida das famílias que vivem nesta região”, completou ele.
F: AssImp Semarh

PREFEITURA DE MOSSORÓ REALIZA PARCERIA PARA REALIZAÇÃO DE ETAPA DE CIRCUITO DE VOLEI DE PRAIA



Mossoró receberá nos dias 18 e 19 de maio do ano em curso a 4ª Etapa do Circuito Estadual Open de Vôlei de Praia, na categoria adulto masculino e feminino, uma parceria da Prefeitura de Mossoró com a Federação Norte-Riograndense de Voleibol – FNV e Confederação Brasileira de Voleibol – CBV.
 O evento se realizará nas quadras do Hotel Thermas, também parceiro na organização do evento, com a participação dos melhores atletas do Rio Grande do Norte e de outros estados do Nordeste.
Além dos jogos a programação do evento incluirá palestras sobre treinamento esportivo, clínicas de voleibol de praia para crianças e jovens, apresentações de aeróbica e dança, trio de forró, roda de samba, sorteio de brindes de patrocinadores e sessão de homenagens as personalidades do esporte mossoroense, esta na noite do sábado.
São patrocinadores oficiais:
CLARO, BANCO DO BRASIL, NET e COCA COLA (Powerede e Água Mineral Crystal).
Negociações estão em curso com os patrocinadores locais, estando já confirmados a REPET DESIGN e a RELATIVA.
No dia 11 de maio haverá uma seletiva para escolher as duplas que representarão Mossoró no Torneio Principal, sem precisar passar pelo qualifyng.
Saudações Esportivas
Igor Fernandes Ribeiro Dantas
Presidente da Federação Norte-Riograndense de Voleibol – FNV
Washington Souza
Gerente Geral do Thermas Hotel & Resort
Ieda Maria Araújo Chaves Freita
Secretaria de Educação e Desportos de Mossoró
F: AssImp FNV

WILMA EMITE NOTA SOBRE NOMEAÇÃO DE PROCURADOR GERAL DO MP

Ex-governadora enfatiza avanço em sua gestão,
quando nomeação passou a acatar decisão da instituição


Diante do recente processo eleitoral para Procurador Geral de Justiça e nomeação pelo Governo do Estado nos próximos dias, a ex-governadora do Rio Grande do Norte, vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria, emite a seguinte Nota:
NOTA:
A lei vigente determina que o Procurador Geral de Justiça, o chefe de todos os promotores do estado, seja nomeado pelo governador a partir de uma lista com três nomes escolhido previamente pela instituição Ministério Público Estadual. Antes do nosso governo, esta nomeação era feita pelo governador, segundo sua conveniência, algo que criava certo grau de vinculação entre o procurador indicado e o governador - que nomeava, já que havia toda uma articulação em torno desta indicação.

Mudamos isto. Apesar da prerrogativa da livre escolha que a lei nos dava, optamos por acatar e respeitar o resultado da eleição do MP, nomeando não o que conviesse à gestão, mas o que fosse mais votado na formação da lista tríplice. Este foi um gesto de valorização do MP e um avanço democrático em torno de uma instituição que precisa atuar com total e absoluta isenção, já que tem, entre suas missões, a fiscalização da lei e dos demais poderes, inclusive do próprio governo. Quebramos, portanto, um paradigma. A partir dali nenhum outro governante poderia recuar desta posição de respeitar a escolha feita pelos promotores ao eleger seu representante maior.

Tivemos o governo mais fiscalizado da história recente do RN. O MP teve total liberdade de atuação e foi na nossa gestão, com recursos repassados pelo Executivo, que a instituição conquistou o grande salto de estruturação, com expansão e grande melhoria nas condições operacionais: construiu sede própria (um edifício de grande dimensão em Lagoa Nova) e sedes em várias comarcas, reequipou-se com o que há de mais moderno em recursos materiais e tecnológicos, aumentou o número de promotores, assessores e servidores de apoio técnico e operacional, e obteve ganhos salariais como o pagamento de gratificações represadas em governos anteriores.

Agora, estamos diante do processo de escolha do novo Procurador Geral do Estado, que vai substituir o bem avaliado Onofre Neto, o último nomeado por nós. Esperamos que a atual governadora NÃO RETROCEDA no gesto democrático e respeite a escolha soberana do Ministério Público Estadual, até porque isto seria uma afronta ao nosso estado. Um flagrante de prática anti-democrática e um forte indício de querer interferir nas decisões de uma instituição que - por sua natureza - precisa ser livre e isenta de qualquer influência.
F: AssImp

quinta-feira, 25 de abril de 2013

PROERD, 20 ANOS DE SEMINÁRIOS TENTANDO MINIMIZAR O USO DAS DROGAS NO PAÍS

 Em Santana do Matos atearam fogo a um cruzeiro de madeira situado no Mirante da cidade, local de belíssima vista panorâmica muito frequentado por jovens a noite. 
Mais um seminário de políticas públicas sobre drogas em Santana do Matos. Entidades e vários representantes de segmentos afins estiveram presentes, além da população em geral que atendeu o convite da secretaria de educação do município. Na verdade até que renovamos as expectativas quando se reúnem prefeito, vereadores, professores, representantes de igrejas católica e evangélicas, secretários, comandante da polícia militar, delegado da policia civil, jovens, cidadãos e cidadãs. Todos ali presentes desejam uma mesma coisa: medidas e ações contra as drogas. Realidade exposta, dificuldades apresentadas, tráfico e consumidores, existente e identificados. Repetitivo mesmo, falar ou escrever sobre isso.
Há mais de 10 anos acompanho seminários sobre drogas no país. O mesmo palco, os mesmos atores e nada de eficiente sai do questionado para atuar nas ruas. Se colocarmos no google a palavra (PROERD) Programa Educacional de Resistência às Drogas, verificamos alguns resultados positivos quando a polícia assume as ações.

O exemplo mais interessante foi um Policial infiltrado no mundo das drogas numa cidade, onde vivenciou como uma experiência. No final puxou a cortina e mostrou pra população onde estão as origens, os agentes e os coadjuvantes drogados. Na puxada de cortina, ele mostrou que os Astros Reis do submundo do crime usam os os jovens como agentes submissos e condenados. Uma realidade que todos constatam no dia a dia. Todo professor de uma escola pública ou particular sabe quais os alunos que usam drogas naquele estabelecimento, a polícia também. Os traficantes, muito deles também são conhecidos pela polícia como também seus meios e criatividade para manter o tráfico. Portanto o problema das drogas no país não é resolvido por programas, projetos ou seminários. O problema é simplesmente de polícia. É uma questão de ações repressivas com apoio e decisões políticas. Seria bom começar com Tolerância 0,0001, já que Tolerância Zero, foi resolvido em Nova Iorque que era a mais violenta do mundo. Tudo foi resolvido em um ano. É só querer. Seminário, não resolve mesmo!
Prédios abandonados na região Alphabet City, na região de Lower East Side, em Nova York em 1986 , a área era dominada e frequentada por traficantes e drogados. (Frances M. Roberts/Latinstock) 
Nova York também teve sua cracolândia. E um governante conseguiu acabar com ela. O Bryant Park, no coração de Manhattan, entre as ruas 40 e 42, virou um mercado de drogas a céu aberto cercado por traficantes, viciados e mendigos nos anos 80. Hoje, a região está plenamente recuperada.

No início da década de 1990, o então prefeito de Nova York, Rudolph W. Giuliani, instaurou a política de tolerância zero, que impunha punições automáticas para qualquer tipo de infração, como a pichação, por exemplo. O objetivo é eliminar por completo a conduta criminosa e as contravenções. Durante sua administração, Giuliani reduziu pela metade as taxas de criminalidade de Nova York. Uma das armas foi a adoção do Compsat, um sistema utilizado pela polícia para detectar os principais pontos onde ocorrem os atos criminosos e levar a uma ação rápida de combate ao crime.

A legislação mais dura, combinada à ação policial respaldada pela política de tolerância zero, o crescimento econômico e mudanças demográficas, como o envelhecimento da população, são apontados como os principais fatores responsáveis pela redução de cerca de 80% nas taxas de crimes em geral em um período de 20 anos. Em 2010, a cidade registrou 536 homicídios. Alguns especialistas também argumentam que os efeitos destrutivos do crack tornaram-se aparentes, fazendo com que os novos usuários, com medo do poder maléfico da droga, ficassem longe dele.
Santana do Matos - Centro - Vista aérea
Em Santana do Matos temos que quebrar alguns conceitos, principalmente de alguns pais que não encaram e nem se propõem à ajudar quando se trata do problema de seus próprios filhos. A comparação feita com New York seria um exagero quanto ao número de crimes, mas, atear fogo a monumentos e símbolos de nossa religiosidade alcança os mesmos níveis de intolerância e criminalidade aos olhos de nossa gente. Assim como, os recentes furtos e arrombamentos sinalizam um vetor crescente de problemas a serem enfrentados. Portanto, tudo que foi colocado, questionado e ações que sejam executadas, servirão de apoio ao que de maior importância e eficácia se possa fazer que é a repressão ostensiva e constante da policia militar, atuando na rua.

LAMÇAMENTO DE LIVRO - SEMPRE HÁ TEMPO PARA UM SONHO


A obra, que será apresentada em maio de 2013 no Salão Internacional do Livro de Genebra/ Suíça,  terá seu lançamento em Natal na próxima sexta-feira,26

É baseada na história real da única novelista do RN.  Joana Darc Rodrigues nasceu em Caicó/RN na década de 30 e escreveu uma novela de época por quase 50 anos,  finalizando-a com quase dez mil paginas em 240 capítulos. A novela é inédita, mas, antes de sua divulgação, Darquinha resolveu escrever um livro, com 474 paginas, sobre sua estória de vida e a criação da novela, que iniciou em caneta tinteiro e terminou com os modernos recursos da tecnologia. “Sai de Caicó, sertão do RN, para São Paulo, onde residi por mais de 20 anos. Usava caneta tinteiro, e escrevia em papel de embrulhar pão, pois não tinha condições de comprar, sequer, um caderno”, relata.

Em Sempre há tempo para um Sonho, a autora alia sua veia literária à sua inteligência nordestina, descerrando parte de sua existência áspera e sofrida. Nesta obra, constata-se a os desafios da própria sobrevivência na consecução dos seus objetivos premente. Em sua narrativa,  Darquinha utiliza uma linguagem simples, verdadeira, com lucidez e sem nenhuma vaidade, registrando os acontecimentos que permearam sua vida. Em seu livro, a autora discorre sobre sua infância e adolescência.  

Nesse contexto, se insere sua desenvoltura como mãe, avó, professora, advogada, serventuária da justiça trabalhista, cargo que ocupou até a sua recente aposentadoria.    

Fica a reflexão para os leitores de todas as faixas etárias, no sentido de que nunca é tarde para ser feliz, nunca é tarde para perseguir nossos objetivos, desde que caminhemos com fé, amor no coração e energia em busca da própria realização.  

SERVIÇO:
Lançamento, sexta-feira, 26, às 18h,
Potylivros, na Av. Salgado Filho,
ao lado do Natal Shopping.
Informações 9491-8427
ou com a autora 9406-1425.

quarta-feira, 24 de abril de 2013

RECUPERAÇÃO DE DESSALINIZADORES VAI BENEFICIAR 5300 FAMÍLIAS NO ESTADO

“A nossa prioridade é investir em obras efetivas e estruturantes de convivência com a seca”. Com essas palavras o Secretário Estadual de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Leonardo Rêgo, assinou ontem a ordem de serviço para a recuperação de 66 sistemas de dessalinização que beneficiará ao todo 5300 famílias de 42 municípios do Estado.

Serão investidos 1,8 milhões de reais, vindos da Secretaria Nacional da Defesa civil através de um termo de cooperação técnica entre a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMARH) e a Secretaria Estadual da Justiça e da Cidadania (SEJUC).


Este termo prevê a contratação de empresas especializadas em recuperação de sistemas de dessalinizadores utilizados para abastecimento dessas comunidades que necessitam do aumento da oferta de água para a produção agrícola e pecuária, bem como para o consumo humano e animal.
A contrapartida do estado se dá no âmbito operacional e logístico. A Semarh é responsável por selecionar os municípios e comunidades onde serão executadas as ações de recuperação.
A empresa contratada para este serviço foi Acquapura LTDA, mas é a Semarh que exercerá, através dos seus técnicos, o controle e fiscalização sobre a execução dos projetos.
As comunidades que recebem o abastecimento por meio de dessalinizador normalmente têm dificuldade em obter água porque os mananciais e poços têm água salobra. São comunidades de difícil acesso e dispersas nas zonas rurais dos municípios. A água que chega aos dessalinizadores é oriunda de poços. O dessalinizador é importante por garantir as famílias acesso à água de melhor qualidade, além de promover o uso consciente da água com o gerenciamento da própria comunidade do equipamento dessalinizador.
F: AssImp Semarh

IDEMA PROMOVE AÇÕES NAS UNIDADES ESTADUAIS DE CONSERVAÇÃO


O IDEMA, por meio da gerência do Parque Estadual Mata da Pipa (PEMP), em Tibau do Sul/RN, promove na manhã desta terça-feira, 23, o levantamento georreferenciado da situação do cercamento na porção leste da Unidade de Conservação.
O Parque Mata da Pipa, com 290 hectares, foi criado em 2006 a partir da transformação de uma parcelaterritorial da Área de Proteção Ambiental Bonfim-Guaraíra. A unidade objetiva, dentre outros, a preservação da mata atlântica remanescente na área, dotada de grande relevância ecológica e beleza cênica, e o incentivo ao turismo ecológico, proporcionando aos visitantes o desfrute racional de uma das principais belezas naturais do estado.
Apa das Carnaúbas
O órgão ambiental realizará na próxima quarta-feira, 24, às 9h, na Câmara de Vereadores do Município de Ipanguaçu/RN, uma oficina de mobilização para divulgação da consulta pública sobre a criação da Área de Proteção Ambiental das Carnaúbas, contando com a participação dos representantes das associações municipais e Prefeitura.
A proposta de criação da Unidade de Conservação abrange uma área de aproximadamente 100.000 hectares nos municípios de Afonso Bezerra, Assú, Alto do Rodrigues, Carnaubais, Ipanguaçu e Pendências.
Apa Piquiri-Una
Ainda na quarta-feira, 24, às 9h, na Área de Proteção Ambiental Piquiri-Una – APAPU em Pedro Velho/RN, acontece a 8ª Reunião Ordinária do Conselho Gestor da Unidade, para apresentação do diagnóstico da situação da mata ciliar do Rio Piquiri – a ser apresentado por representantes dos municípios envolvidos na APA.
A APA Piquiri-Una foi criada em 1990 contemplando os municípios de Pedro Velho, Canguaretama, Espírito Santo, Goianinha e Várzea, no litoral oriental potiguar, assegurando a conservação dos recursos hídricos presentes na área, fragmentos de mata atlântica e espécies vegetais e animais.
F: AssCom

MPU ABRE CONCURSO PARA 48 VAGAS DE PROCURADOR DA REPÚBLICA COM SALÁRIO DE R$ 24 MIL

  1. Saiu o edital do concurso do Ministério Público da União com 48 vagas de procurador da República, cujo salário é de R$ 24.057,33. As inscrições foram abertas nesta segunda-feira, dia 23, e podem ser feitas até 22 de maio, no site da Procuradoria Geral da República. A taxa de participação é de R$ 190. Para participar da seleção, os candidatos devem ter nível superior em direito e, no mínimo, três anos de atividade jurídica.
    As vagas são para os estados de Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe, além do Distrito Federal. A seleção será composta de provas objetivas, provas subjetivas, inscrição definitiva e provas orais. A prova objetiva será aplicada na data provável de 4 de agosto.

F: paraiba.com.br

NAQUELA MESA - DESLIZES

CRÔNICA 
— Quantas vezes terei que te dizer que não, que sou comprometida? — indagou Rosinha.
— Sinceridade? Pode repetir esse “não” por quantas vezes achar necessário. Não desistirei de você só por causa de uma ou outra negativa. — respondeu Flavio enquanto a olhava de cima em baixo, o que o fez rapidamente mudar de assunto — Já te disse que está linda hoje?
— Flávio, me faz um favor… Vá ver se eu estou na esquina!
As investidas do rapaz em Rosinha eram frequentes, mas a moça não fazia a menor intenção de aceitar os galanteios e ceder aos inúmeros convites que recebia, quase que diariamente.
No começo Rosinha achou o assédio bonitinho, afinal, que mulher não gosta de um elogio? Mas a insistência de Flávio estava passando dos limites. Rosinha era comprometida.
O noivo sequer sonhava que tinha um rival. A postura da noiva não fazia com que qualquer dúvida sobre o seu caráter pairasse sobre ela. Ela demonstrava sua honestidade em todas as situações possíveis, chegava a ser chata de tão carola que era.
Rosinha não era bem o que podemos dizer de apaixonada por Felipe, até porque não acreditava em paixões arrebatadoras. Dizia sempre que alguém tocasse no assunto que paixão não era coisa de mulher, coisas assim só cabiam em romances de adolescência.
O casamento dos dois já estava definido, no final do ano juntariam seus imãs de geladeira e, finalmente, após nove anos de noivado, morariam juntos.
Felipe queria casar antes, mas o perfeccionismo de Rosinha o impediu. Só casaria se o casamento acontecesse na igreja que ela sonhava, no dia do aniversário de casamento dos seus pais.
Quem já teve que procurar uma igreja para casar sabe como é difícil encontrar uma data nessas condições, mas, nessas ocasiões, a última palavra é sempre da noiva.
Depois de dar mais um fora em Flávio, chegando em casa resolveu ter uma conversa com o noivo. Assim que serviu o jantar, antes que ele desse a primeira garfada na comida, disse:
— Felipe, quero te perguntar uma coisa e quero que me prometa que irá me responder. Prometa!
- Como é que vou prometer antes de saber o que quer perguntar, Rosinha?
- Prometa!
Ele simplesmente acenou positivamente com a cabeça, pois a fome vencera e já estava de boca cheia.
— Você nunca me traiu?
Felipe tomou um susto, não esperava por essa pergunta. Se tinha um sujeito fiel, era ele. Poderia ser tentado por um desfile de misses que nada aconteceria. Era até alvo de gozação na turma de amigos por causa disso.
— Nunca tive outra mulher a não ser você! — fez uma pequena pausa para terminar de engolir e continuou — E nem terei!
Rosinha ficou satisfeita, a cafajeste insistência de Flávio a fez pensar se todo homem seria cachorro como ele, daí a conversa com o noivo.
Alguns dias depois, em uma reunião de amigas na casa da Fernanda, surgiu o assunto sobre com quais homens elas pegariam se pudessem.
Cada uma disse um nome diferente, onde algumas concordavam, outras não, pelo menos até o nome do Flávio aparecer. Só não deu unanimidade porque Rosinha disse não. Fez mais, esnobou suas amigas. Disse com todas as letras, quase que em maiúsculo, que ele não parava de pegar no pé dela.
Enquanto contava o seu “suplício” pessoal, para tentar evitá-lo ao máximo, Rosinha foi interrompida por Fernanda.
- Rosinha, amiga… Não se gabe muito, Flávio é tão cafajeste que já tentou sair comigo também, e com a metade da torcida do Flamengo.
— Jura?
— Acorda garota! Ele é assim mesmo, não pode ver um rabo de saia. Não se sinta especial. — parou por um instante para pensar se deveria continuar falando e deu o golpe fatal — E tem mais, você não é mulher para ele. É muita areia para o seu caminhão! Continue com o pateta do seu noivo, esse está dominado e não vai te dar problema.
Rosinha ficou arrasada. Quanta falta de exclusividade… Então o que seriam as cartas, mensagens e mimos que ele mandava? Seria igual para todas?
Mesmo sem nunca ter tido nada com Flávio, ela se sentiu traída. Como ele pode ser tão cafajeste? — pensava.
Os risos das colegas calaram Rosinha. Passou o resto da tarde muda. Na manhã seguinte, ao chegar no trabalho, como de costume foi abordada por Flávio.
Pensou em lhe dizer todos os desaforos do mundo. Porém, o que ocorreu foi muito diferente.
— Eu topo. — disse Rosinha, antes até do habitual “bom dia”.
Flávio levou alguns segundos para perceber do que se tratava. Estava com uma nova cantada pronta e não esperava que ela caísse antes de ouvi-la. “Caramba! O que eu iria dizer é tão bom que funciona até em pensamento!”, pensou.
— Te pego para almoçar então?
— Não. Assim eu não quero…
— Por quê? — perguntou Flávio meio que sem saber o que pensar.
— Fique tranquilo. Não estou dando para trás. Só não quero que seja uma fugida curta. Quero o pacote completo. Prefiro sair mais cedo e ficar mais tempo. Me pegue as quatro, até umas oito o Felipe não desconfiará.
Sem dó alguma do noivo, o que se viu naquela tarde foi o encontro de dois personagens dignos do Marques de Sade. Em uma escala de perversão de zero a dez, conseguiriam um oito pomposo, com mérito.
Um novo universo se abriu para Rosinha. Antes dessa experiência tinha a certeza de que era uma mulher feita. Depois do que aconteceu a única coisa certa para ela é que não tinha conhecido a satisfação até aquele dia.
Naquela noite Rosinha não dormiu. Não se sentia culpada, muito pelo contrário, se sentia tola por não ter feito antes.
Como o encontro aconteceu na sexta-feira, teve o final de semana todo para pensar. Na segunda chegou mais cedo ao trabalho e ficou esperando por Flávio. Por algum motivo ele não apareceu. Esperou uma ligação, uma mensagem, um sinal de fumaça, qualquer coisa. Nada aconteceu.
Os dias foram passando e o sumiço do rapaz deixou claro que o que eles tiveram foi apenas uma aventura. Mesmo assim, Rosinha continuava a esperar. Até que um novo encontro finalmente aconteceu. Não chegaram a conversar nem cinco minutos e já estavam em um motel. Depois disso, mais algumas semanas de sumiço.
Rosinha queria esquecê-lo, mas não conseguia. Resolveu colocar um fim no noivado um mês antes do casamento. Fato que chocou a todos, que ficaram sem entender nada.
Mesmo com certa falta de regularidade, continuou a se encontrar com Flávio, que em todos os encontros parecia ser o homem mais apaixonado do planeta. Em uma das ocasiões, Rosinha tomou coragem e resolveu confrontá-lo.
— Flávio, não aguento mais esse chove e não molha. Terminei meu noivado para ficar contigo. Seja sincero, me diga o que quer comigo. Quero saber se você me ama ou se sou só uma aventura.
Com muita doçura nos olhos, o rapaz titubeou, mas respondeu.
— Vamos por partes. Em primeiro lugar nunca te pedi para terminar seu noivado…
— Mas… — tentou interromper, Rosinha.
— Você já perguntou o que queria, agora me deixa terminar. O problema em questão não é o meu sentimento por você. Eu a amo. Mas também amo todas as mulheres. É um vício.
A sinceridade cafajeste de Flávio fez os olhos de Rosinha se encher de lágrimas, mas, por outro lado, mesmo que não sendo exclusiva, a declaração de amor à ela bastava naquele momento. 
F: Marcelo Vitorino 

SALÃO DE TURISMO ROTA 101 NORDESTE TRARÁ GRANDES OPERADORAS A NATAL


Renato Feliciano, Secretário de Turismo da Paraíba e Renato Fernandes, Secretário de Turismo do Rio Grande do Norte. Secretários unidos em torno do Salão
 O Salão de Turismo Rota 101 Nordeste, que se realizará de 4 a 6 de julho no Centro de Convenções de Natal, trará a Natal as principais operadoras de Turismo nacionais, como CVC, Trend, Flytour, Visual, All Brazil, Schultz e outras, assim como operadoras com sede no Nordeste, como Tambaú, Noronha Brasil, Maxitour e Foco (esta com sede em Natal).
Valéria Moreno (Serhs Natal) e Patrícia Macedo (Iberoservice). Interessado no mercado regional, o Serhs poderá ser parceiro do Salão
Segundo a organização, será uma oportunidade rara, já que são as operadoras que ditam praticamente as regras e as tendências do mercado nacional e, consequentemente, regional. Diretores das duas empresas que estão realizando o Salão (Espacial Eventos e Argus Eventos de Turismo) estiveram recentemente em Salvador, onde na Brazil National Tourism Mart (BNTM) ampliaram o número de expositores e consolidaram parcerias com os estados do Nordeste. 

Neiwaldo Guedes (Espacial Eventos) e Antonio Roberto Rocha (Argus Eventos) voltam a viajar pelo Nordeste esta semana, onde assinarão contratos de participação no Salão com os governos da Paraíba e de Alagoas, assim como apresentarão o evento ao trade turístico de João Pessoa e de Maceió. Não custa lembrar que o Salão envolve quatro unidades da federação no Nordeste: além do RN, integram a Rota 101 Nordeste os estados de Pernambuco, Paraíba e Alagoas.

Alexandro Delporto (Salão Rota 101 Nordeste) e Cleiton Armelin (Flytour Viagens)

 
Na semana passada, o Salão de Turismo Rota 101 Nordeste foi apresentado na reunião do Conselho Estadual de Turismo (Conetur) do Rio Grande do Norte, realizada na quinta-feira (18). Os conselheiros ficaram surpresos com a mobilização dos agentes de viagem do Nordeste em torno do evento, já que estarão em Natal no período do Salão cerca de 300 agentes de viagens de Pernambuco, Paraíba e Alagoas. Eles não apenas visitarão o Salão, como terão programas gastronômicos e de passeios por Natal e Pipa, para que possam comercializar os destinos com maior conhecimento.

Três secretários de Turismo apoiam diretamente e decisivamente o Salão: Renato Fernandes (RN) tem participado das principais reuniões realizadas em Recife e João Pessoa, assim como de eventos nacionais. Com habilidade, ele conseguiu trazer para a Natal a primeira edição do evento, que será itinerante, porém sempre organizado pelas empresas natalenses Espacial Eventos e Argus Eventos de Turismo. Já Fernando Bezerril (Natal) e Jean Claude (Tibau do Sul/Pipa) são os organizadores da programação dos agentes de viagens (em torno de 300) e jornalistas (cerca de 20) que visitarão o Rio Grande do Norte por ocasião do Salão.

Alberto Feitosa (secretário de Turismo de Pernambuco), Carlos Braga (secretário adjunto de Turismo de Ipojuca) e André Correia (presidente da Empetur): Pernambuco virá em peso ao Salão

Concepção do Salão

Com 128 estandes, o evento terá quatro ilhas institucionais a cargo dos quatro estados que o promovem (RN, PB, PE e AL), além de salão gastronômico com pratos típicos dos quatro estados, salão de artesanato, também com peças e a presença de mestres dos quatros quatro estados, além de uma área para apresentações culturais. Durante os três dias (4, 5 e 6 de julho) o Salão funcionará das 16 às 22 horas. Além dos quatro Estados, o evento tem o apoio do Sebrae-RN e operadora CVC.
F: Elaine Vládia
Foto Legenda Legenda - BNTM em Salvador

Crédito: cedidas

ROTA DOS VENTOS QUER DESENVOLVER REGIÃO ATENDIDA PELA BR 406

 
A deputada Fátima Bezerra (PT) juntamente com o IFRN, a UERN e o CERNE - Centro de Estratégias em Recursos Naturais e Energia, estarão realizando nesta sexta-feira (26),  a partir das 9h, no auditório do IFRN – Campus João Câmara, o I Seminário preparatório de mobilização Projeto Rota dos Ventos – Eixo do Desenvolvimento Sustentável do RN.
 Segundo os organizadores a ideia é, dentro do projeto Rota dos Ventos (assim denominado em virtude de ser a área com as melhores condições de produção de energia eólica do país), produzir diversos outros projetos de forma a ampliar as potencialidades da região servida pela rodovia BR-406, que vai de São Gonçalo do Amarante até Macau, incluindo a região litorânea nordeste do estado.  Para isso, estão sendo mobilizados prefeitos, vereadores, movimentos sociais, além de órgãos federais e estaduais.

Para o Diretor Geral do CERNE, Jean Paul Prates, “O objetivo é atrair e consolidar investimentos, valorizar os negócios já existentes e reconhecer esta rodovia como eixo de desenvolvimento sustentável do Rio Grande do Norte, principalmente pelo número de parques eólicos presentes em sua extensão, e também das demais atividades relacionadas com o uso de recursos naturais, como sal, pesca, aquicultura, mineração, turismo, hotelaria, biocombustíveis, petróleo e gás, potencial portuário e oceânico, entre outras”.

A Diretora do IFRN de João Câmara, Sônia Maia, explica que “este primeiro seminário visa mobilizar forças, gestores e talentos locais de forma que participem ativamente do processo, organizado em três frentes principais: infraestrutura e investimento; qualidade de vida e cidadania, e planejamento de longo prazo e gerações futuras - cada uma com responsáveis a serem definidos durante este e outros encontros que se seguirão”. A professora Ana Dantas, Diretora do Campus Natal da UERN, acrescenta que “o objetivo do seminário é ampliar a base de apoio nos campos institucional, acadêmico, político, gerencial e operacional do projeto Rota dos Ventos visando efetivamente melhorar qualidade de vida da população que vive na região”.

A deputada Fátima Bezerra acredita que “o Projeto Rota dos Ventos tem condições de envolver e mobilizar gestores municipais, estaduais e federais, empresas, imprensa e movimentos sociais e a população de uma forma mais geral, fomentando a discussão nas mais diversas áreas como segurança, saneamento, meio ambiente, mobilidade urbana, emprego e renda, etc. E a partir dessas ideias, de forma coletiva e com a coordenação técnica do IFRN, da UERN e do CERNE, iremos elaborar projetos de desenvolvimento para a região e de posse desses projetos buscaremos as fontes de financiamento. Vamos mudar a cara dessa região”, complementa.
F: AssImp

terça-feira, 23 de abril de 2013

HENRIQUE ALVES ANUNCIA MAIS RECURSOS DO MINISTÉRIO DA SAÚDE PARA MOSSORÓ

Brasília (DF) – O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, comemorou a ampliação do teto de financeiro do Sistema Único de Saúde para o município de Mossoró em mais de um milhão de reais. A portaria assinada pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (23) e destina o montante extra de R$ 1,1 milhão para procedimentos de média e alta complexidade em Mossoró.  

Para o deputado Henrique Alves a medida veio em boa hora, uma vez que, na última reunião dele com o ministro Padilha, na semana passada, com a presença da prefeita Claudia Regina e da governadora Rosalba Ciarlini, ficou   demonstrada a necessidade de mais recursos para ampliação dos procedimentos de média e alta complexidade em Mossoró, inclusive com a contratação de mais leitos de UTI. Os recursos serão repassados em parcelas mensais e regulares pelo Fundo Nacional de Saúde, conforme determina a portaria.

SUDENE – As preocupações do deputado relacionadas com a seca no nordeste, manifestadas em várias ocasiões, a exemplo de outras lideranças nordestinas, também resultaram em medida para beneficiar a região. Uma  resolução do Conselho Deliberativo da Sudene,  aumenta em R$ 350 milhões os recursos destinados ao Programa de Ampliação do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste para 2013. Os recursos serão administrados pelo Banco do Nordeste para suplementação do orçamento do Programa Emergencial da Seca.

A resolução  foi assinada pelo ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra,  e determina que as linhas especiais de crédito serão destinadas aos beneficiários de acordo com as regras estabelecidas pelo Conselho Monetário Nacional. Entre os beneficiários estão: empreendedores individuais; empresas indústrias, comerciais e de prestação de serviços; cooperativas de produção, associações e agroindústrias. Produtores rurais, cooperativas e associações de produtores também serão beneficiados pela linha de crédito especial  do BNB.
F: AssImp


sábado, 20 de abril de 2013

CULTURA NÃO SE COMPRA, NÃO SE VENDE, POR SÍ SÓ SE DOA


Discreta, permanente e presente, ela é formada, motivada no seu dia a dia. Se não fosse assim, poderíamos voltar os ponteiros do tempo, ir na bodega do “Tibira” em Santana do Matos ou na de “Senhorzinho Teixeira” na comunidade de Residência e pedir 250 g de Extrato de Cultura Regional.  A procura seria grande, com certeza ouveríamos respostas assim: Regional acabou, mas temos à Americana!

- O produto assim seria vendido a varejo, em pacotes ou kits com selo de qualidade, projetados por instituições afins, rigorosamente adquiridos até por licitações, programas e projetos oficiais.  Oferta assim, tinha controle e era até fiscalizado pelos governos Federal, Estadual e Municipal.  Seria grande o empenho dos Agentes Culturais. Em datas de eventos, corriam sacos de coleta, arrecadando alguns trocados para completar os cachês das bandas tupiniquins e locais. Salve, salve! Nossa Cultura Popular. Críticas a parte, que sejam irônicas, realistas e construtivas.

Vendo uma foto, dia 18, de uma carrocinha toda enfeitada, puxada por um jegue e com crianças vestidas à caráter com os personagens de Monteiro Lobato, em frente a igrejinha da comunidade de são José Passagem, mudo o semblante, a critica nada acrescenta.

"Terceira Quinta Cultural na Escola Municipal José Felix da Sila Junior com o tema Literatura, teve burrinho lá também"!
 

Essa foi a Foto Legenda da página no face da professora Bárbara Nascimento que mora na comunidade de Santa Maria em Santana do Matos e se desloca para a escola José Félix por estradas de Barros para coordenar a sub-diretoria daquela escola no Distrito de São José da Passagem.
Ainda existem pessoas com criatividade, professores pré-dispostos exercendo dignamente seu trabalho em muitos recôncavos deste país. Por orientação da secretaria de educação do município, cumprindo ações e prioridades de governo da administração Lardjane em Santana do Matos, as escolas do município deram uma aula, uma demonstração de objetivos e organização. Vale lembrar que não houve kit camisas nem preocupação por parte de seus organizadores para serem clicados e aparecer nos jornais, sites e blogs. Prática essa que no ultimo ano de governo dos dois últimos mandatos, ridicularizou o conteúdo programático da educação na cidade pelo fato de está nas vésperas da eleição. A verdade doi, mas tenho uma missão de lembrar a todos esses fatos. Vamos acompanhar tudo de perto e cobrar quando for necessário.

sexta-feira, 19 de abril de 2013

SEARA DISCUTE LIMITES TERRITORIAIS DE TENENTE LAURENTINO COM FLORÂNIA E SANTANA DO MATOS


Na manhã desta sexta-feira (19), o secretário de Estado de Assuntos Fundiários e Apoio à Reforma Agrária (Seara), Rodrigo Fernandes, recebeu visita dos prefeitos Francisco Dantas (Tenente Laurentino); Januncio Araújo Junior (Florânia) e Lardjane Ciriaco (Santana do Matos), para discutir os limites territoriais entre os municípios. O encontro ocorreu na sala de reunião da Seara.
Segundo o titular da Seara, o objetivo da reunião foi deliberar sobre os limites irregulares entre os municípios, mas também definir agenda para uma visita de campo, visando entrar num consenso para que seja feito um Projeto de Lei – indicando as novas confrontações territoriais. “Na segunda semana de maio (de 6 a 10), estaremos in loco, nas cidades, para definirmos o acordo e, posteriormente, elaborarmos uma Minuta de Lei, sanando de uma vez por todas o problema entre as cidades”, externou Rodrigo Fernandes.

Na ocasião, os prefeitos se mostraram preocupados com a diminuição da população de suas cidades, bem como a redução do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), e resolveram colaborar um com o outro na resolução do problema.

O prefeito de Tenente Laurentino, por exemplo, ponderou que estaria de acordo com o que fosse estabelecido. “o que quero é resolver o problema”, disse Francisco Dantas.
O encontro, contou, ainda, com a presença de representantes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
F: AssImp Seara 

Prefeita Lardjane - Santana do Matos
NOTA DO BLOG:
A prefeita Lardjane demonstrou interesse e busca solução urgente para a solução do problema. O município de Santana do Matos, sendo o terceiro em extensão no Estado e com várias comunidades em toda a sua extensão, foi penalizado por conveniências e interesses políticos de municipios vizinhos quando atrairam pela prática do assistencialismo determinadas comunidades. Culminando recentemente com a queda do FPM que tinha o índice como parâmetro 1.0 para a cota de receita e foi rebaixado para 0,8, em função de aferições feitas com critérios fundamentais nos índices populacionais. Na região serrana o fato foi mais contundente. Na gestão anterior o problema foi originado com transferencias sem controle de titulos e domicílios de determinadas comunidades para os municípios vizinhos, caracterizando total abandono social na zona rural. As populações motivadas por promessas e atrativos assistencialistas, transferiram seus títulos, identidades e até alguns compromissos de suas atividades socio econômicas, tornando-se moradores sem titulalridade de seus proprios locais e comunidades. Uma prática que os levou também, a perda de suas próprias reivindicações quando assim o desejavam. Seus direitos e necessidades ficavam presas a uma cidade de origem que oficialmente não tinha essas pessoas registradas ou identificadas. Portanto renegadas populações sem identidade com agravantes morais e socio-econômicas.
Além dos prefeitos, os órgãos técnicos demonstraram sensibilidade e necessidade de urgência na solução do problema, principalmente para repor a Santana do Matos, o único município que sofreu com a política adotada na região.