segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

DEFESA CIVIL APRESENTA RELATÓRIO DAS ÁREAS COM RISCO DE INUNDAÇÃO

CODEC: SEJUC e Corpo de Bombeiros visitam municípios que apresentam áreas de risco

Secretario Thiago Cortez concede entrvista
Elisa Elsie
A Defesa Civil do Governo do Estado apresentou na tarde desta segunda-feira, 31, o primeiro relatório das áreas afetadas e áreas de risco em seis municípios atingidos pelas fortes chuvas deste ano. No período de 19 a 26 de janeiro representantes da Comissão de Defesa Civil - CODEC, composta pela Secretaria de Justiça e Cidadania - SEJUC e Corpo de Bombeiros visitaram seis municípios que apresentam áreas de risco: Assu, Jucurutu, Ipanguaçu, Apodi, Tangará e São Paulo do Potengi.

O relatório mostra problemas pela falta de conservação nos reservatórios, assoreamento de rios e obstrução de passagem para dar vazão às águas. Em Tangará, onde a parede do açude Guariba ameaça romper ocorreu a ampliação da erosão no último sábado. O Governo do Estado deslocou um trator do Departamento de Estradas e Rodagens - DER para atuar na recuperação da parede, a prefeitura alugou outro trator e o DNOCS disponibilizou caminhões caçamba. O Corpo de Bombeiro orienta a população a evitar tomar banho no açude ou permanecer nas proximidades. O secretario da SEJUC, Thiago Cortez, alerta que a população deve evitar utilizar as proximidades do açude como ponto turístico ou de lazer , pois as obras são paliativas e de emergência destinadas a conter a erosão.

ORIENTAÇÕES
A CODE realizou em Boa Saúde, município vizinho a Tangará, reunião com a prefeitura e representantes da Comissão Municipal de Defesa Civil - COMDEC - para informar sobre o risco de alagamento caso o açude Guariba tenha sua parede rompida ou venha tomar grande quantidade de água e transborde. "Orientamos as autoridades municipais a fazer um mapeamento da população das áreas de risco e iniciar preparativos para o caso de necessidade de abrigar pessoas", explica Thiago Cortez. Ele também alertou que uma grande cheia em 1981 inundou a comunidade de Guarani, onde vivem 1.200 pessoas. "Isso já aconteceu e pode acontecer novamente", alertou, justificando a necessidade de providências.

O coordenador da Defesa Civil do estado, cel. Josenildo Acioli confirma que Tangará e Boa Saúde são os municípios com maior risco de alagamento naquela região, além de Monte Alegre e o distrito de Cacimba de Baixo.

As orientações da Defesa Civil do Governo do Estado sugerem ainda que as prefeituras realizem a identificação e preparação de locais salubres para atender aos possíveis desabrigados, implementação do sistema de alerta para as enchentes, criação dos Núcleos Comunitários de Defesa Civil - NUDEC's e realização da retirada definitiva das residências próximas às áreas de risco.

Junto aos órgãos federais e estaduais, a Defesa Civil está fazendo notificações para correção dos problemas. Exemplo é o caso da ponte Felipe Guerra, no município de Assu, que apresenta problema no pilar 14 e em Jucurutu onde há problemas no sistema de bombas para evitar que as águas cheguem às residências e onde as comportas não funcionavam. "O DNIT foi notificado pelo Governo do Estado e determinou providências para sanar o problema", informa Thiago Cortez, acrescentando que o DNOCS também está sendo notificado. "Precisamos da atuação de todos, num trabalho conjunto e sequenciado para evitar dificuldades maiores à população", reforçou.

EMPARN emitirá boletins diários com previsões para as próximas 72 horas
A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte vai emitir boletins diários com as previsões de chuva em todo o Estado para as próximas 72 horas. A medida se justifica pelo fato das previsões para o período de três dias serem de maior credibilidade e oferecer tempo suficiente para a adoção de medidas pela Defesa Civil para atender as populações em áreas de risco.

Segundo o gerente de meteorologia da EMPARN, Gilmar Bistrot, as chuvas com índice equivalente ou superior a 50 milímetros exigem maior atenção. Ele explica que os boletins com a previsão das chuvas irão inclusive informar os horários.

Gilmar Bistrot informa que as análises da última semana sobre a previsão de chuvas, mostram o resfriamento do oceano Atlântico Norte, o que gera condições para chuvas acima do normal no Estado, a exemplo do que aconteceu em 2009, quando foram afetados municípios do Vale do Assu e da Chapada do Apodi.

Barragens Armando Ribeiro e Santa Cruz estão com 70% da capacidade
A avaliação feita pela Defesa Civil do Rio Grande do Norte constatou que as barragens Armando Ribeiro Gonçalves no município de Assu e Santa Cruz, em Apodi, atingiram 70% da capacidade de armazenamento, faltando 4,5 metros para atingir o primeiro sangradouro.

A situação é de alerta vez que as duas barragens poderão sangrar com a ocorrência de 700 milímetros de chuva. Em Apodi, a Defesa Civil constatou risco de inundação, no caso de transbordamento da barragem, nos distritos de Caboclo, Caraforça, Carpina, Várzea de Salina, Várzea da Carreira, Trapiá I e II, Bamburral, Cipó e Baixa Faixada I e II. Em Apodi existem 12 mil pessoas morando em áreas de risco, segundo a COMDEC.

Nas regiões visitadas, a Defesa Civil constatou problemas que podem contribuir para as inundações. Para corrigi-los, o Governo do Estado está notificando as autoridades responsáveis, prefeituras, órgãos da União e do próprio Estado. Em Apodi, é preciso desassorear os rios Apodi e Umari, retirar entulhos, sedimentos, lixo e outros detritos para repor a capacidade de vazão.

No município de Ipanguaçu, a Defesa Civil constatou erosão na parede externa da barragem do Pataxó, defeito nas comportas, impossibilitando sua abertura para dar vazão às águas e elevado nível das águas.

Em Assu foi constatado erosão na parede externa da barragem Armando Ribeiro Gonçalves, o que mostra a falta de manutenção, riscos de inundação e isolamento nos bairros Lagoinhas e comunidades de Linda Flor, Santo Antonio, Martins, Estevão e Ilha Forte, favela Belo Horizonte.

A Defesa Civil também constatou risco de inundação em cidades que margeiam o rio Piranhas, como Carnaubais, Pendências, Itajá, Alto do Rodrigues, Ipanguaçu, Macau e Porto do Mangue.

Potengi
No município de São Paulo do Potengi, foi constado risco de inundação nos bairros Santos Dumont, Assunção, Antonio Gomes, Juremal e Novo Juremal com a sangria da barragem Campo Grande, que está com comporta aberta para aumentar a vazão. Também foi identificado o risco de sangria da barragem Chico Raimundo, que deve ter aumentada sua área de sangria.

Prefeitos podem solicitar ajuda diretamente do Governo Federal
O secretário estadual de Justiça e Cidadania, Thiago Cortez informa que os prefeitos que decretarem estado de calamidade ou de emergência em seus municípios, podem solicitar diretamente ajuda ao Governo Federal, sem esperar homologação pelo Governo do Estado. Segundo Thiago Cortez, esta condição é prevista na Lei 12.340, de 1º de dezembro de 2010, regulamentada pelo Decreto 7.257, de 4 de agosto de 2010.

"Antes os municípios precisavam aguardar homologação pelo Governo do Estado dos decretos de calamidade ou emergência para solicitar ajuda federal. Agora não, os prefeitos podem solicitar imediatamente a ajuda para atender as necessidades do seu município", enfatizou.
Fontre: AssCom

TRIBUTAÇÃO CONVOCA CONTRIBUINTES QUE NÃO REGISTRARAM OPERAÇÕES DE COMPRA


Malha registrou omissão de registro de 51 mil notas fiscais em 2010

A Secretaria de Estado da Tributação (SET) identificou a emissão de 51.652 notas fiscais eletrônicas que não foram registradas no seu sistema de informações.

A malha fiscal corresponde ao período de janeiro a novembro de 2010. Foram notificados 996 contribuintes, com prazo de 10 dias para confirmar o registro da operação ou pagar o ICMS devido.

Aos que atenderem a convocação no prazo estipulado, será concedido o benefício da denúncia espontânea, ou seja, a SET cobrará o ICMS devido com o acréscimo da correção monetária e da multa de mora.

O valor total das operações sem registro é de R$ 390,3 milhões. A expectativa da Secretaria é a de que o Estado consiga arrecadar aproximadamente R$ 5 milhões em ICMS.

A identificação das operações sem registro foi feita através do Sistema de Circularização de Documentos Fiscais Eletrônicos (SCDE).

O SCDE verifica as notas fiscais emitidas para contribuintes do Rio Grande do Norte e que não foram registradas na base de dados da Secretaria de Tributação, possibilitando um controle mais efetivo das operações e diminuindo a sonegação fiscal.

Fonte: AssImpSET/RN

INTERNAUTA BRASILEIRO SOFRE COM UM SERVIÇO DE BANDA LARGA LENTO, CARO E INEFICIENTE

Economia
A via-crúcis para ter banda larga
Usuários se queixam e governo sinaliza com plano nacional para massificar os serviços até 2014
Gustavo Henrique Braga

Para aumentar a qualidade dos acessos à rede mundial,
o investimento no setor chegará a R$ 13,2 bilhões no país
Foto: Eduardo Maia/DN/D.A Press
Comparado aos países desenvolvidos, o internauta brasileiro sofre com um serviço de banda larga lento, caro e ineficiente. As queixas registradas em órgãos de defesa do consumidor revelam que os gargalos são grandes e de difícil solução no curto prazo. Como saída, o governo Dilma Rousseff acena com o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) - cuja meta é cobrir, até 2014, 68% dos domicílios com internet rápida-, mas seus efeitos ainda são incertos. Enquanto isso, as conexões patinam. Levantamento da Cisco, em parceria com a consultoria IDC, mostra que 63,5% dos acessos usufruem de velocidade abaixo de 2Mbps (Megabits por segundo).

O número é mais alarmante quando visto sob critérios internacionais, como por exemplo o usado pela Comissão Federal de Comunicações (FCC) dos Estados Unidos. Com base nessa abordagem, o termo banda larga só pode ser atribuído a conexões de, no mínimo, 4Mbps. Quando o padrão americano é aplicado ao Brasil, a conclusão é de que praticamente não há internet de altavelocidade. Dos 12 milhões de acessos fixos no Brasil, cerca de 1 milhão tem velocidade de 255Kbps (Kilobits por segundo) ou menor. Os terminais que oferecem velocidades entre 256Kbps e 999Kbps são cerca 4 milhões.

No quesito preço, a situação é menos animadora ainda. A consultoria Teleco descobriu que, em média, paga-se US$ 28 (R$ 46) por uma conexão de 1Mbps, contra US$ 19,95 (R$ 33) desembolsados nos Estados Unidos. ´A tecnologia da informação e da comunicação afeta o crescimento e a banda larga afeta mais: um aumento de 10 pontos percentuais nas conexões de alta velocidade da internet resulta em um salto de 1,3 ponto percentual no Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas produzidas em um ano),`afirma Marcelo Ehalt, diretor de Engenharia da Cisco Brasil.

Com vista a esse potencial, o PNBL prevê investimentos de R$ 13,2 bilhões em cinco anos. A expectativa é triplicar a oferta de banda larga disponível hoje e, ao mesmo tempo, forçar as operadoras privadas a baixarem os preços, massificando o acesso àrede para famílias das classes C, D e E, bem como para o maior número possível de municípios.

Críticas
Não bastassem a velocidade lenta e o preço alto, o mau atendimento por parte das operadoras completa o cenário de descaso. Maria Inês Dolci, coordenadora da associação Proteste, revela que as reclamações mais comuns são falta de constância da velocidade prestada, obrigações contratuais que isentam de responsabilidade as prestadoras e queda do serviço. O Ministério Público Federal chegou a abrir um inquérito para apurar a qualidade do serviço de internet móvel 3G. "Se perceber que está sendo lesado, o usuário deve registrar uma reclamação junto à operadora e guardar o protocolo para eventuais ações na Justiça", reforça Maria Inês.

domingo, 30 de janeiro de 2011

ESPECULAÇÃO IMOBILIÁRIA NO ENTORNO DO MACHADÃO

Goleada da especulação imobiliária

Possível epicentro de um dos maiores eventos esportivos
do mundo a área do entorno do Machadão é cobiçada por
quem vislumbra negócios imobiliários
Reortagem Marcello Hollanda - Foto: Adriano Abreu
A possibilidade de Natal sediar jogos da Copa do Mundo de Futebol em 2014 já tem reflexo econômico direto no setor imobiliário, no entorno da área do Estádio João Machado. Lagoa Nova - bairro escolhido para a construção do futuro Estádio das Dunas - tem hoje o metro quadrado de área mais caro de Natal. Construtores apostam em valorização ainda maior.

O bairro mais disputado de Natal
Relacionado entre os bairros com maior número de domicílios particulares da cidade e com um dos maiores adensamentos da cidade (3.0), perdendo apenas para o eixo Tirol-Petrópolis e Ribeira (todos com 3.5), o bairro de Lagoa Nova abriga um fenômeno imobiliário único para uma cidade à beira mar: tem hoje o metro quadrado de terra mais caro de Natal. Embora terra propriamente dita seja mercadoria raríssima na região do entorno do estádio João Machado, o valor especulativo da metro2 ali se aproxima do que é praticado hoje nas áreas à beira mar de Natal.

Leia mais - Click embaixo em Mais informações

PROJETO DO SENADOR DÁ AO LOCADOR O DIREITO DE DENÚNCIAS E PRAZO DE 60 DIAS PARA DESOCUPAÇÃO DE IMÓVEIS ALUGADOS


Projeto abre caminho para retirar inquilino indesejado

Brasília - O aquecimento da economia nos últimos 12 meses impactou o mercado imobiliário e elevou do preço dos aluguéis no país. Indicador de referência para reajustar a maioria dos contratos de aluguel, a variação do IGP-M (Índice Geral de Preços - Mercado) acumulada no período chegou a 11,50%. Mas projeto de lei (PLS 25/10) que aguarda relator na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) poderá ajudar a desacelerar esse ritmo de crescimento.

A intenção do autor da proposta, senador Antonio Carlos Júnior (DEM-BA), é ampliar a oferta de imóveis para alugar - e, assim, segurar a alta nos preços - com mudanças na Lei 8.245/91, que regula a locação de imóveis urbanos. O parlamentar sugere modificações em seis dispositivos que deverão aumentar as garantias dos proprietários e, dessa forma, incentivá-los a disponibilizar mais casas e apartamentos para aluguel.

Leia mais clicando embaixo em: Mais informações

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

ROBÔS ENTRAM NO "CONTO DO GATO" - CATEGORIA HUMOR

Robôs entram no “Conto do Gato” uma inspiração administrativa do Conto do Vigário
Categoria: Sátira-humorística
"Rir é o melhor remédio"


"Opções ilusórias sobre terras aráveis em Santana do Matos"

Foto ilustração
Foram colocados todos os tratores do município na “Praça Virtual” ao lado da Fonte Luminosa como se fossem cabos eleitorais. Rigorosamente enfileirados com os faróis quase a sorrir e equipados com robôs habilitados. Estavam prontos para arar as terras férteis das várzeas em Santana do Matos. Instruções de trabalho em seus painéis pareciam ações democráticas ao oferecer opções aos fieis pilotos:

1) Seguir para os sítios de pequenos proprietários;
2) Seguir para a serra;
3) Seguir para fulano (codificado) com avaria programada EP/2012;
4) Seguir ordens da SecAgr - Avaria momentânea, tecle outra opção;
5) Prioridades para a região de São José da Passagem e Serra do Gado e
6) Tendo dúvidas apanhe SHIP de comando no setor responsável(*).

(*) – Um “Gato” teria sido feito no painel das máquinas onde as opções convergiam para o item (6).

Desfeita a realidade da leitura pela sátira-humorística do autor, continuarão as terras férteis das margens estreitas de nossos rios, a cada ano, mais encaroçadas pelos labirintos em lama ou pelo cascão em barro batido provocado pelas enchentes não aproveitáveis.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

VALE DO AÇU - CIDADES EM ÁREA DE RISCO

Vazão da barragem Armando Ribeiro Gonçalves (ARG) - em 2008 inundou várias cidades do Vale do Açu

Enchentes preocupam moradores do Vale do Açu
Categoria: 
Ponto de Vista - Dutra Assunção

Populações do Vale do Açu acompanham com atenção os noticiários das chuvas no Estado, principalmente quando o assunto é a segurança da barragem Armando Ribeiro Gonçalves. Ninguém garante que a barragem tenha segurança suficiente para suportar um volume de água maior, pelo qual, a sangria inundou municípios a jusante em 2008.

Essa necessidade de controle e condições técnicas, acreditamos que foram analisadas e aparelhadas pelos engenheiros e técnicos dos órgãos responsáveis pelo maior reservatório de águas do Rio Grande do Norte. Sabem eles que as possibilidades de precipitações pluviométricas acima dos índices programados são prováveis, calculáveis e indesejáveis.
Em Jucurutu cidade a montante da barragem (ARG) foram inundadas 135 casas mos bairros Vila Sta Izabel e Conj do DNOCS na noite do domingo, 23, até a madrugada da segunda, 24

Notícias de inundações, açudes com fissuras, arrombamentos ou chuvas fortes em regiões a montante da grande represa ARG deixam as cidades a jusante em estado de alerta. As chuvas que caíram sobre o município de Jucurutu na madrugada desta segunda-feira, 24, deixam claro, os parâmetros e limitações de nossa construção civil. 

Construções nas cidades do interior parecem não ser fiscalizadas, observadas ou mesmo assessoradas pelos responsáveis na construção civil. Parâmetros de precipitações, níveis, tempo e duração de chuvas são lembradas por anotações de anos anteriores ou baseadas em médias por informações do passado onde os registros apresentam índices decrescentes. O quadro agora mudou, além da agravante acrescida por populações desinformadas e mal preparadas para enfrentar os problemas.

Um fato novo é registrado deixando claro as mudanças climáticas, variando causas e efeitos: regiões frias sofrem alterações significativas, chegando a nevar, regiões quentes atingindo fenômenos envoltos em temperatura altas e baixas, umidade e chuvas torrenciais. Não estamos isentos das conseqüências iguais as que vemos todos os dias pela televisão, são fatos reais e possíveis que seriam amenizados por ações preventivas.

Cratera na parede do açude Itans em Caicó
Velhos açudes apresentam fissuras, verdadeiras crateras em suas paredes, igual a noticiada recentemente sobre o  açude Itans, chamando a atenção da defesa civil em Caicó, como agravantes dezenas de outros reservatórios -  pequenos açudes e barreiros são construídos sem nenhuma orientação técnica ou fiscalização de órgãos competentes. No Itans, uma falha se apresentou na parte interna da muralha que represa e sustenta a forte pressão da água, no local onde existem os batentes de acesso ao porão. Informações preliminares não confirmaram o tamanho da cratera,  a princípio citados quatro metros aproximadamente.

Responsável pela manutenção do Itans em Caicó, comunicou a direção na capital, para que os engenheiros do órgão também possam avaliar os danos. “Segundo os técnicos locais, a escadaria é o local de mais turbulência, ou seja, onde as águas do açude impulsionadas pelo vento chocam com maior força. O impacto causa a infiltração por baixo de degraus, ocasionando a degradação. Em 2010, foi feito um trabalho paliativo para conter a fenda, mas agora a situação só pode ser revertida com a reforma integral”, publicaram os sites locais.

As populações não entendem, principalmente as que vivem sobre essas áreas de risco, por que essas providências e ações são tomadas exatamente na época das chuvas, um momento inadequado e impossível de executar trabalhos eficientes nesses setores. Um atraso significativo comparando aos países do oriente onde convivem com esses problemas, onde precauções, trabalho e tecnologia, amenizam as conseqüências a níveis baixíssimos de óbitos e danos materiais.

CRÔNICA - CAMINHANDO NA PRAÇA - DUTRA ASSUNÇÃO

Fonte luminosa e Coreto - Praça Aluízio Alves em Santana do Matos - Foto: Arquivo Assis Braga

Caminhando na Praça

Quisera nossa praça Aluízio Alves em Santana do Matos fosse um palco, com pouco público ao redor, mesmo assim, vestido de palhaço, gritaria aos quatro cantos entre os monumentos: coreto, mini arena romana, caramanchão e a fonte luminosa, com chamamentos hilários ou absurdos, tentaria em vão renascer inspiração ou retomar os valores da terra. Como respostas os risos fossem costumeiras zombaris pelo desengano dos que ainda têm a sensibilidade e necessidade da graça como um sinal, uma chama permanente de renovação de suas origens e de seus valores. Teria a praça como palco, o chapeu como símbolo de saudação, a coragem e a criatividade como uma condição democrática e possível. Estaria resgatando a arte de rua, que não fosse um palhaço aplaudido mas que motivasse o cantador de coco, as duplas de repentes, violeiros, os repentistas dos bares e botequins, as breves istórias contadas pelo poeta Assis Braga cheias de humor ou lembrando a prosa em grupo em reunião de poetas no Gatu’s Bar em Bom Jesus, a impulsiva entrada no bar do Preguinho em desculpa ao sair pelo beco sem encontrar “freio pra gato” na feira livre.
Bar do Preguinho - Foto: Arquivo Assis Braga
Por uma opção mais politizada e curiosa recorrer aos plantonistas na área espaçosa do bar da Sandra com direito ao anexo em sombra das árvores na calçada. Com mais apetite as guluseimas na varanda do bar da Prima. Que motivassem os detentores do poder, que dividissem o entretenimento, além das bandas de forrós, frases e gestos obscenos sem respeito as gerações, aos costumes e descostumes, que oportunizasse conteudos latentes de nossa cultura distorcida. Com tudo isso, os protagonistas, artistas da vida, cidadãos comuns que representam e consomem uma cidade como história, singela platéia numa praça como se fosse a mesa. Lembranças como imagens vivas – Ou a praça se torna crítica como um muro de Berlin a espera de novos conceitos da política local, incoerente e destruidora.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

VÁRIAS CIDADES DO RN FORAM CONSTRUIDAS SEM A PREOCUPAÇÃO COM CHUVAS ACIMA DE 100 MILÍMETROS

Jucurutu no RN foi construída sem a preocupação de cálculos para precipitações de chuvas acima de 100 milímetros, assim como várias outras do Estado correm os mesmos riscos

Chuva de 231 mm alaga bairro em Jucurutu bombeiros de Caixó foram acionados


Depois da cidade de Santa Cruz que foi vitíma da força das águas, agora foi a vez de Jucurutu na região do Seridó. De acordo com as informações que chegam da cidade de Jucurutu, na tarde / noite de ontem muita chuva banhou a área do Rio Piranhas, na altura daquela cidade.

Segundo informações repassadas pelo radialista Rivonildo Junior, da 104 FM de Jucurutu, os pluviômetros marcaram 231 milimetros, causando prejuizos e invadindo várias residências no bairro D'nocs.

O Corpo de Bombeiros de Caicó foi acionado e esteve na cidade auxiliando no resgate e retirada de algumas pessoas das áreas alagadas.
Fonte: Eduardo Dantas

TRIBUTO AO PROFESSOR KÁSSIO VINÍCIUS CASTRO GOMES



Tributo ao professor Kássio Vinícius Castro Gomes 
« Mon devoir est de parler, je ne veux pas être complice. (Émile Zola)
Meu dever é falar, não quero ser cúmplice. (...) (Émile Zola)

Foi uma tragédia fartamente anunciada. Em milhares de casos, desrespeito. Em outros tantos, escárnio. Em Belo Horizonte , um estudante processa a escola e o professor que lhe deu notas baixas, alegando que teve danos morais ao ter que virar noites estudando para a prova subsequente. (Notem bem: o alegado “dano moral” do estudante foi ter que... estudar!).
A coisa não fica apenas por aí. Pelo Brasil afora, ameaças constantes. Ainda neste ano, uma professora brutalmente espancada por um aluno. O ápice desta escalada macabra não poderia ser outro.

Para ler o texto todo clique embaixo em Mais informações.

PROJETO RONDON LIÇÃO DE VIDA E CIDADANIA


Atividades  dos universitários do Paraná que participam do Projeto Rondon em Santana do Matos/RN

• Dia 23 de janeiro 
Chegada a Santana do Matos, integração com a comunidade - Praça Aluizio Alves.

• Dia 24  
Integração com a comunidade - Divulgação - publico alvo - toda comunidade

Dia 25 
Educação - Oficina com Crianças de 7 a 12 anos - Praça Aluizio Alves - UFPR

• Dia 26 
Cultura- Batucada no Seridó - público alvo-Adolescentes de 12 a 16 anos. UFPR
Cultura-Expandindo a música- Banda Filarmônica- Praça Aluizio Alves. UFPR

• Dia 27
* Saúde -
Esperar aprendendo - Pacientes em espera- Centro de Saúde.UFPR
* Cultura - No estilo de Santana - Feminino - adolescentes e adultos. UFPR
* Saúde - Tabagismo - População a partir de 10 anos - UFPR
* Integração com a comunidade -Reunião de avaliação com a Prefeitura

• Dia 28 
Saúde - público alvo - População a partir de 18 anos. UFPR
* Integração com a comunidade - Cine Rondon- Praça Aluizio Alves

• Dia 29 
Integração com a comunidade - Bingo na Praça Aluizo Alves

• Dia 30 
Integração com a comunidade - Cinema na Praça- Praça Aluizio Alves

• Dia 31:
* Educação -Brinquedos e brincadeiras -Educadores e comunidade interessada - Escola
* Saúde -Hipertensão arterial: População a partir de 18 anos-obesidade mórbida-UFPR

• Dia 01 de Fevereiro 
 * Saúde -Esperar aprendendo - Centro de saúde
* Educação - Viver diferente é ser igual - Praça Aluizio Alves - UFPR

• Dia 03 
Integração com a comunidade-Cine infantil-Público alvo- crianças -Praça A. Alves

• Dia 04
Cultura-Memórias de Santana-público alvo-infanto-juvenil-local-Escola

• Dia 05:
* Economia e Agricultura Familiar
- Trabalho na feira- Feira livre-UFPR
* Integração com a comunidade - preparação para a festa- Praça Aluizio Alves
* Integração com a comunidade - festa de despedida- Praça Aluizo Alve.
  
Fonte: Blog  - profluizsoares.blogspot.com

sábado, 22 de janeiro de 2011

PROJETO RONDON - PARANAENSES EM SANTANA DO MATOS - PARADOXO SOCIO-ECONÔMICO-CULTURAL DE UM PAÍS CONTINENTAL


Universitários do Projeto Rondon em Santana do Matos

Rondonistas exibem unhas pintadas
com o símbolo do Projeto Rondon
Hoje, 23, chegam a cidade os universitários da UFPR, voluntários do projeto Rondon. A princípio ficarão inspirados pelo choque visual e cultural pela comparação feita ante o paradoxo físico e social expostos à análise de suas curiosidades.

Paraná e Rio Grande do Norte - entre Santana do Matos e qualquer cidade paranaense o contraste se faz presente, motivando a mente, virão as observações sociológicas, sociais, econômicas e culturais de qualquer jovem curioso e pesquisador.

Um Brasil continental e desigual com potenciais diferenciados, emergente, agora desponta ao primeiro mundo pelo braço forte  das origens miscigenadas que busca e soma sempre que possível uma concepção de Estados Federativos onde desejamos a paz, a fraternidade e o progresso como Federação.

Nossas boas vindas! – não significa apenas receptividade. Carentes de oportunidades sócio-econômicas nós igualamos a outros anseios proporcionais por virtudes comuns ou não comuns, comparados sentimentos e valores a serem conservados.

“Os acadêmicos da UFPR estarão desenvolvendo ações abordando assuntos relacionados ao meio ambiente, comunicação, trabalho, tecnologia e produção, através de palestras, mini-cursos, e oficinas, principalmente para funcionários públicos, representantes de associações, cooperativas e demais membros da população interessados pelos assuntos discutidos”, assim consta a pauta do projeto a ser executado.

Douglas DC-3 utilizado pelo PR entre 74 e 80
O Projeto Rondon foi criado na década de 60 pelo Governo Militar e é hoje coordenado pelo Ministério da Defesa em parceria com outros ministérios e das Forças Armadas. Tem a missão de viabilizar a participação do estudante universitário nos processos de desenvolvimento local sustentável e de fortalecimento da cidadania, com caráter voluntário.

Assuntos as serem abordados
Alimentação sustentável, saneamento ambiental, resíduos sólidos, água e esgoto, nutrição, ecologia e preservação, deficiência e diversidade, tabagismo, hipertensão arterial, informática, música entre outros temas relevantes.

Locais das atividades no município
A Equipe do projeto Rondon irá desenvolver atividades em Barão de Serra Branca, Câmara Municipal, Casa de Cultura, Colônia de Pescadores, Escola Estadual Aristófanes Fernandes, Santa Tereza, Sítos Arqueológicos, São José da Passagem e na sede do município.

Áreas
Todas as áreas serão contempladas, Sáude, Educação, Alimentação, Economia e Agricultura, Direitos Humanos e Justiça, Cidadania, Cultura, Trabalho e Renda, Comunicação, Meio Ambiente, Integração com a Comunidade entre outros assuntos.

F: Release santanadomatosemfoco.blogspot.com

54 ANOS DO ESPAÇO DEMOCRÁTICO "BOCA MALDITA" EM CURITIBA


Com a presença dos jovens paranaenses em Santana do Matos participando do Projeto Rondon (UFPR) vamos conhecer um pouco do espaço famoso em Curitiba "Boca Maldita"


54 anos do democrático espaço “Boca Maldita” em Curitiba

A data de 13-12-1956 registra criação da tribuna livre nacionalmente conhecida como “Boca Maldita” localizada no calçadão da Avenida Luiz Xavier, em frente aos cafés, em Curitiba. A partir daí são muitas histórias. Um dos fundadores, Anfrísio Siqueira, foi o eterno presidente, que após seu falecimento, assumiu seu filho Ygor Siqueira.

O jornalista e professor Joel Melo
"cuidando" dos sapatos na Boca Maldita
Poderosa nos meios políticos, a Boca Maldita ficou famosa desde que se atribuiu a ela a responsabilidade pela cassação, nos anos70, do governador do Estado Haroldo Leon Peres. Seu lema é "nada vejo, nada ouço, nada falo". Durante a ditadura militar, funcionou como tribuna livre.
Outra tradição é o jantar da Boca Maldita, que no ano passado chegou a 52ª edição. E ficou conhecido como o encontro da “Ordem dos Cavalheiros” da avenida Luiz Xavier . Hoje o espaço que começa do calçadão da Rua das Flores, na junção com a Praça Osório, é um dos locais mais tradicionais na cidade para manifestações populares e artísticas, campanhas de cunho social e comícios.


Julio Gomel: Tudo começou
por causa de um bueiro ...
O médico urologista Julio Gomel, falando ao hora H, lembrou do professor Abrão Fuks, que nos anos cinqüenta “reuníamos no Café Guairacá aqui na Luiz Xavier. Tínhamos uma espécie de confraria, formada por estudantes, profissionais liberais, empresários onde se falava de tudo. Bem próximo ao local exista um bueiro que exalava um mau cheiro. E Abrão Fuks disse: vamos sair de perto dessa “boca maldita”, referindo-se ao bueiro. Daí o nome”.   Julio Gomel : “Tudo começou por causa de um bueiro...”



O Espaço dos “Profissionais Lustradores de Calçados"

“A Boca Maldita é considerada o espaço mais democrático do país. Nela realizou-se o primeiro comício das "Diretas Já", lembra João de Lima Paulino, atual presidente da Associação dos Profissionais Lustradores de Calçados de Curitiba (popularmente conhecidos como engraxates), que trabalha na Boca do Brilho, junto outros colegas filiados a entidade. João se diz satisfeito com a entidade que existe a mais de três décadas e que tem apoio de varias empresas, como a Omar Calçados que fornece camisetas aos profissionais. Mas João tem uma reclamação: o mau cheiro no local, em conseqüência da urina depositada à noite no parquinho da Praça Osório. Pede que as autoridades competes não só fiscalize mais também providencie a limpeza do local.

Três placas, quatro nomes

Na avenida Luiz Xavier, em frente a Galeria Tijucas, esta uma escultura criada pelo projetista Guilherme Preissler. Existem três placas em bronze, citando quatro nomes: Saul Raiz, Jaime Lerner, Horário Rodrigues e Anfrisio Siqueira.
Aqui a íntegra dos textos :
1) “Ao prefeito Saul Raiz, que povoou de vida e verde esta cidade de gente irmã. A Homenagem da Boca Maldita – 27-10-78”
2) ”Ao prefeito Jaime Lerner, que fez de Curitiba a cidade da esperança e transformou em ruas e praças em território de homens livres. Homenagem da Boca Maldita, em 27-10- 73”
3) “Este local de liberdade foi construído graças ao apoio do presidente da Câmara Municipal de Curitiba, Horário Rodrigues e do presidente da Boca Maldita, Anfrisio Siqueira”

Lilian, a arrematadora de prêmios
A matogrossense Lílian da Silva Machado, atualmente radicada em Curitiba, é uma daquelas pessoas, que mostra (e gosta) do que faz profissionalmente. Atualmente no Lucca Cafés, o destacado espaço dos integrantes da Boca Maldita.

Com a simplicidade que se contrapõe a dedicação naquilo que sabe fazer em profissionalmente, ela contou ao jornal hora H conquistou os primeiros lugares do Campenato de Baristas nos anos de 2007 e 2008 e ficou em segundo lugar este ano. O evento é promovido pela ACBB - Associação Brasileira de Café e Barista.

Lucca Cafés Especiais conquista espaço
O Lucca Cafés Especiais tem como sócios o casal Geórgia Franco de Souza e Luiz Otavio. A cafeteria já foi eleita varias vezes como o melhor da cidade pela Revista Veja. Atualmente possui varias cafeterias na capital paranaense, além da matriz e também está presente em São Paulo Ao falar em novembro no FICAFE 2009 - Feira Internacional de Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná, realizado em Jacarezinho, Geórgia Franco de Souza, disse que café especial é uma categoria de grãos e não tem nada a ver com bebidas feitas à base de café. Georgia Franco de Souza explicou que o termo café especial foi criado em 1974, por Erna Knutsen, primeira mulher provadora de café do mundo. "Café especial é uma categoria de grãos certificados e não tem nada a ver com bebidas feitas à base de café. O café especial é torrado em lotes de no máximo 10 quilos. O consumidor vê o grão e a moagem é feita de acordo com o preparo. O produto deve ser consumido em até um mês após a torra", ensinou.
F:juk.horaknews

TODOS CONTRA A DENGUE EM SANTANA DO MATOS


Caminhada – "Todos contra a dengue" em Santana do Matos - Um exemplo de cidadania

"Secretarias envolvidas apresentaram propósitos com motivação, conscientização e cidadania"

A Secretaria de Saúde em parceria com a Secretaria de Assistência Social e Comissão Pró-Selo UNICEF realizaram sexta-feira, 21, uma caminhada de mobilização "Todos contra a dengue" nos bairros da cidade.

Exemplos das secretarias demonstram objetivos educacionais, conscientização e cidadania

O mutirão teve início no bairro Lavoisier Maia (Portelinha), onde os agentes de endemias, enfermeiras, agentes dos PSF, professores e alunos percorreram as ruas locais apanhando sacos plásticos, caixas, garrafas pet e objetos não degradáveis, conscientizando assim, a comunidade quanto ao risco de possíveis focos de dengues nas praças, terrenos baldios e nas próprias residências.

Em seguida foi a vez do bairro Santa Luzia onde houve uma apresentação teatral (PETI) enfatizando o perigo da dengue. A caminhada continuou no bairro Alto da Boa Vista.

Com o lema “Dengue – Se você agir, podemos evitar” - as secretarias envolvidas apresentaram propósitos, objetivos possíveis e alcançáveis com uma programação pautada pela motivação, conscientização e cidadania.
F: santanadomatosemfoco.blogspot.com

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

PREFEITO CONVOCA VEREADORES PARA SESSÃO EXTRAORDINÁRIA


Prefeito convoca vereadores para sessão extra

A convocação foi feita pelo prefeito Assis Silva(PSB) através do presidente do legislativo vereador Erinaldo Florêncio para que nesta sexta-feira, 21, as 19:30h os vereadores de Santana do Matos em sessão extraordinária, apreciem, questionem e votem o projeto de lei do executivo que transfere o serviço de impressão de atos do executivo que é feito no Diário Oficial do Estado para a Federação dos municípios do Rio Grande do Norte(FEMURN).

Justifica o postulado que a mudança traz economia de R$ 3.000,00 para o município pelos impressos periódicos cobradas pelo Diário Oficial do Estado. Com a mudança tudo seria postado On line pela FEMURN. A priori nada se sabe das nuances jurídicas junto ao Tribunal de Contas do Estado ou até mesmo se aquele órgão superior aceita tais informações terceirizadas. A mudança provocará sérias inconveniências nos setores de registros contábeis e administrativos por ocasião de qualquer revisão ou processo de investigação. Principalmente quando houver necessidades de confirmação de dados, envolvendo tramitações em áreas de Intendências com documentos comprobatórios, entre receitas e despesas, com espetadas, observações e possíveis fiscalizações financeiras e vigilância política. Uma verdadeira faca de dois gumes.

Por que trocar seis por meia dúzia?

A justificativa dos prefeitos que aderiram ao Diário Oficial Eletrônico dos Municípios é que pouco será cobrado pela terceirização da FEMURN. Atenuam ainda possibilitar uma significativa redução nas despesas da administração: “com ele, o município economiza na publicação e/ou impressão de atos legais, editais, decretos, contratos, relatórios de gestão fiscal e muito mais”, diz o apelo do termo de adesão da Federação aos municípios.

Neste apelo deixa muito claro uma mensagem sofismada com argumentos duvidosos, ao afirmar que existirá significativa economia na impressão de documentos. Seria a FEMURN um poder gestor paralelo, equipada com modelos próprios de administração para todo e qualquer município? Tal apelo deixou descontente, vários prefeitos em todas as regiões do Estado, principalmente aqueles que nomearam secretários e membros de segundo escalão por critérios de transparência administrativa e não políticos. Existe até um movimento de prefeitos predispostos a formar uma nova associação/federação sem o dedo apontador da política.

Evidentemente que cada município permanece, regride ou avança pelas ações dos seus gestores. Sobre o assunto em pauta o prefeito de Angicos, o médico Ronaldo Teixeira(PSB) optou mesmo pela economia, determinando ao tesoureiro da prefeitura Moacir Duarte a criação de um diário próprio, um "Diário Oficial do Município", onde além do controle em mãos de todo o assunto a ser publicado, valorizou assim, um jovem contador/tesoureiro da prefeitura.

O que falta nessas prefeituras onde seus gestores sonham com cavalos de chifres é a falta de atuação de profissionais nos vários setores da administração pública: economia, contabilidade fiscal, saúde, assistência social, educação e outros setores que exigem profissionais e pessoas competentes. Profissionais esses existentes em todas as nossas cidades do interior e que são substituídos por nomeações com critérios políticos, daí a necessidade de recorrer a terceirização.

Se no caso o Diário Oficial do Estado estava cobrando caro pelos serviços prestados por esses profissionais, seria a hora da própria FEMURN por obrigação como instituição que agrega os municípios, apresentar argumentos e barganha, negociando as correções com o próprio Diário Oficial do Estado ou orientar aos prefeitos como montar uma equipe capacitada para administrar um município.

SINDVEST "COSTURANDO UMA NOVA FRIBURGO"

Mensagem do Sindicato das Indústrias do Vestuário de Nova Friburgo e região

Prezados associados,

Abaixo, encaminhamos um e-mail mkt sobre a campanha do SINDVEST “Costurando uma Nova Friburgo”, que deverá ser direcionado aos seus clientes e fornecedores com o objetivo de darmos continuidade as atividades comerciais do Polo de Moda de Nova Friburgo e Região.

Dessa forma, será possível informá-los que as confecções continuam recebendo pedidos e cumprirão com as entregas dos mesmos.

Mais do que fazer doações ao município, os clientes devem manter os pedidos antigos e realizar novas compras no Polo. Assim, será possível manter a economia da região e os funcionários empregados.

Cordialmente
Paulo Chelles
Presidente SINDVEST


Fonte: Aderson Carvalho

domingo, 16 de janeiro de 2011

CHARGE - REPARTIÇÕES PÚBLICAS RECEBEM FOTO OFICIAL DE DILMA


Repartições públicas recebem foto oficial de Dilma

A FAERN REALIZARÁ SEMINÁRIO PARA PRODUTORES SOBRE CONTRATOS DE ARRENDAMENTOS DE TERRAS


FAERN orienta produtores sobre contratos de energia eólica

O presidente da Federação da Agricultura do Rio Grande do Norte (FAERN), José Álvares Vieira, e do vice-presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN), Amaro Sales, em reunião com fazendeiros e proprietários rurais alertam sobre os cuidados a serem tomados para arrendamento de terras para empresas que trabalham com produção de energia eólica.

Alegam os proprietários rurais através de várias instituições que representantes de empresas desse ramo apresentam contratos aos donos dessas propriedades com tempo de validade até 35 anos para arrendamento de áreas para produção da energia eólica, exigindo 10% de comissão ao assinar esses contratos. Procedimento esse deixa o homem do campo desconfiado e pede informações aos segmentos afins locais.

José Vieira orienta que o caso merece uma atenção maior por parte dos proprietários e disse: “Acredito que essas pessoas, se passando por representantes de empresas de energia eólica, querem lucrar em cima da ingenuidade dos produtores. Então eu peço que todos eles entrem em contato com a FAERN e se informem sobre essa questão. Estamos com uma assessoria jurídica que pode oferecer informações corretas sobre o assunto e que está à disposição de todos para maiores esclarecimentos”, explicou Vieira.

A FAERN e FIERN estão organizando um encontro com todos esses segmentos envolvidos e principalmente, proprietários e produtores rurais do Estado. “Ainda não definimos a data, mas iremos fazer um seminário para tirar todas as dúvidas sobre esse tema. E volto a pedir aos produtores: não assinem nada sem antes consultar a Federação. Entrem em contato e se informem melhor”, pediu Vieira.
F:Senar

O RN ESTÁ PRONTO PARA INVESTIR NO SETOR EÓLICO?


Qual o potencial do Rio Grande do Norte, com relação à energia eólica?

O Rio Grande do Norte está puxando a fila, no país. Como exemplo disso temos o leilão do ano passado, no qual foram comprados 1,8 mil MW e o estado vendeu 650 MW. No leilão deste ano a situação também chama a atenção para o RN, pois foram inscritos 10 mil MW e apenas o RN inscreveu 3,8 mil MW, que corresponde à maior quantidade de projetos de um estado. Dessa forma, podemos dizer que o estado tem uma situação absolutamente diferenciada, que vai ser capaz de gerar empregos de qualidade e oportunidades para o empresariado local, fomentando a prestação de serviços e contribuindo para o fortalecimento de uma cadeia, formada por indústrias de manutenção, de alimentação e de toda uma gama de agentes indiretos.

Também é interessante destacar a qualidade dos investidores que estão sendo atraídos pelo estado, como a CPFL, Dobrevê e Bioenergy, que é consorciada com Furnas e Eletronorte. Ou seja, investidores de grande porte no país estão vindo para o RN, sendo empresas que conhecem o segmento. Isso quer dizer que, além da grande quantidade de projetos, o estado está pronto para investir no setor eólico, tendo inclusive participação ativa na Abeeólica, através de inúmeros associados, bem como da Federação das Indústrias do RN (Fiern).

sábado, 15 de janeiro de 2011

GUIMARÃES DE SANTANA DO MATOS ENTRAM EM CONTATO COM FAMILIARES EM NOVA FRIBURGO


Familiares em Natal entram em contato com Aderson Carvalho em Nova Friburgo

A matéria postado pelo Ponto de Vista:

“GUIMARÃES NATURAIS DE SANTANA DO MATOS TENTAM CONTATO COM PARENTES QUE MORAM NA REGIÃO SERRANA DO RIO DE JANEIRO”

e retransmitida pelos sites:

santanadomatosemfoco.blogspot.com
edilimafreire.com.br
fdamiaonoticiais.blogspot.com

e outros teve solidariedade recíproca dos comunicadores na internet. O apelo teve retorno muito rápido ante as dificuldades ainda existente em Nova Friburgo nos dias seguintes a tragédia faltando energia, água e tranqüilidade ao povo. Mesmo assim, os internautas localizaram Aderson Carvalho e quando os telefones foram restabelecidos foram feitos os contatos com seus familiares em Natal.

Aderson Carvalho e Silésia Guimarães (com origens em Serra do Gado) moram há muitos anos em Nova Friburgo, as indagações sobre notícias dos santanenses foi uma solicitação de seus parentes que residem em Natal. Só hoje, as 15/1500h mantive contato com Aderson, nos informando que todos os seus familiares nada sofreram e que as residências das duas famílias não foram atingidas pela tragédia desta quarta-feira.

Aderson Carvalho, industrial aposentado, foi fundador e diretor do Sindicato das Indústrias do vestuário de Nova Friburgo e região (SINDVEST/Nova Friburgo); Diretor e Conselheiro permanente da Federação das Indústrias do Estado do Rio de janeiro. Aderson, atualmente aposentado, cuida dos dividendos na Industria de peças íntimas “lingeries” em Nova Friburgo onde teve um galpão com danos materiais por ocasião da tragédia.

Aderson é tio do Dr Edvaldo Guimarães, nunca esqueceu as origens e vem sempre visitar seus familiares. Nos últimos anos vem sempre a cidade por ocasião da Festa de Sant’Ana, em 2009 visitou a Igreja Matriz, levei-o a câmara dos vereadores onde elogiou a infra-estrutura existente, e fez uma visita de cortesia ao presidente da casa, na época - vereador Magnos José dos Santos.

Aderson em 2010 trouxe o filho Aderson Bussinger Carvalho - Mestre em ciências jurídicas e sociais pela UFF, professor substituto da FND/UFRJ, advogado e conselheiro titular da ordem dos advogados do Brasil (Seção do Rio de Janeiro) e escritor. Bussinger me confidenciou por ocasião da Festa do Reencontro em 2010 que sentiu momentos indescritíveis ao conhecer parentes, valores e as oportunidades de aproximar-se de suas origens paternas, garantiu que estaria novamente na Festa de Sant’Ana 2011.

Carta aberta em 2007 de Aderson Carvalho

Carta do Leitor publicada pelo Jornal Cajarana em 2007

Caro(a) Editor (a):  -  (Carta aberta endereçada à Dra. Suely Magna.)


‘’Dra. Suely Magna Nobre Felipe,

Sou da família Carvalho, filho da terra morando há mais de 40 anos em Nova Friburgo/RJ, pioneiro e fundador do ramo de confecções nesta cidade, que se tornou o maior pólo industrial do país no setor de lingerie, membro do Sindicato Patronal, ex-Secretário de Desenvolvimento Econômico do município e hoje empresário industrial aposentado, leitor assíduo do Jornal Cajarana. Um dos exemplares chegou às minhas mãos pela primeira vez através do meu sobrinho Dr. Edvaldo Guimarães.

A partir daquele número entrei em contato com o Sr. Dutra Assunção, diretor do Jornal e recebi todos os exemplares publicados anteriormente, recebendo agora mensalmente o Cajarana. Leio e releio com muito orgulho, tornando-me, apesar da ausência, mais santanense. Providenciei várias assinaturas em Nova Friburgo e Recife, onde também tenho familiares, santanenses. Sempre em contato através de e-mails procuro incentivar, motivar esta iniciativa empreendedora que foi a criação de um jornal para a cidade. Ler o Jornal Cajarana, ponto a ponto, vírgula à vírgula, é como um filme que passa na mente, ampliado pelo tempo e pelas puras lembranças da adolescência.

Ao abrir a 9ª edição, Dra. Suely, e não encontrar o baú de sabedorias ou como queira chamar a coluna: “Um caçuá de letras e de leis”, escrita pela senhora, bateu uma tristeza só comparada a tantas outras, quando relembro a nossa Santana do Matos. Ao ler a crônica de agradecimento da página 2 daquela edição, senti nas palavras do Diretor do Jornal as mesmas emoções que atribuiria sobre a falta de suas matérias. Imagino a necessidade que tem o Ministério Público Estadual de suas análises, de suas decisões e de suas “bem traçadas linhas”, quando no exercício de suas funções naquela promotoria.

Mas, não esqueça Dra. Suely Magna Nobre Felipe, que sua vocação autêntica e realizadora estão transcritas no trabalho que terá de deixar como escritora e poetisa. Um legado cultural reservado ao povo de Santana do Matos.

Fluidos positivos enviados almejando muitos anos de vida e que volte logo a escrever sua coluna no Jornal Cajarana!

Aderson Carvalho
Nova Friburgo/RJ’’

GOVERNO FEDERAL MUITO SENSÍVEL AO REAJUSTE DO SM DEFINIU: PEGUE 5

Governo federal é sensível: pegue 5!

Governo Dilma cede pressão sobre salário mínimo

Pegue 5 ...

Cedendo a pressão do PMDB e PSDB que queriam o reajuste do SM para 580 e 600 reais, o governo federal pra não dizer que é autoritário cedeu 5 reais de reajuste ao já definido para Janeiro que foi de 540 ainda pelo governo Lula. O pegue 5 poderá ser incluido no próximo pagamento de Janeiro, o que acrescenta um 1 quilo de feijão preto na mesa dos assalariados.