quinta-feira, 30 de setembro de 2010

O SENADOR JOSÉ AGRIPINO VOTA PELA MANHÃ NO COLÉGIO ESTADUAL SEBASTIÃO FERNANDES EM NATAL

 Foto Oficial de José Agripino nº  252

José Agripino votará pela manhã


O Senador José Agripino vota pela manhã no Colégio Estadual Sebastião Fernandes (Zona 001, Seção 0430), localizado na rua Alberto Maranhão – no cruzamento com a Av. Prudente de Morais. (próximo da ladeira do Consórcio Eldorado, o colégio fica em frente ao Posto de gasolina).

SITES DE CANDIDATOS SAEM DO AR ATENDENDO LEGISLAÇÃO ELEITORAL

Sites saem do ar atendendo prazos da legislação eleitoral

Atendendo prazos da legislação eleitoral saem do ar à meia noite de hoje (quinta-feira) todos os sites de campanha, 48 horas antes do dia das eleições.

Notícias dos candidatos serão enviadas por e-mail e poderão ser atualizadas e postadas em seus twitters pessoais.

INAUGURADO FÓRUM EM JANDUÍS


Governador em exercício, Rafael Godeiro, inaugura Fórum de Janduís

Inauguração do Fórum em Janduis - Foto Demis Roussos

O governador em exercício, Rafael Godeiro, inaugurou, na manhã desta quinta-feira (30), o Fórum Desembargador Olavo Fernandes Maia, no município de Janduís. Na solenidade, estiveram presentes o prefeito do município, Salomão Gurgel, o presidente em exercício do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, desembargador Amaury de Souza Moura, o diretor da comarca de Janduís, Claudio Mendes Júnior, além de juízes, promotores, vereadores do município e familiares do desembargador que empresta o nome ao fórum.

"É um grande prazer ver essa obra realizada. Janduís tem, com este fórum, instrumentos de primeiro mundo para se praticar a justiça em nosso município", disse o prefeito Salomão Gurgel.

O governador em exercício homenageou o desembargador Olavo Fernandes Maia, lembrando que a comarca daquele município foi criada há 30 anos em conseqüência do trabalho do homenageado e parabenizou o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte pela realização da obra.

"A comarca de Janduís está instrumentalizada para o desempenho de suas atribuições. Espero que esta Casa faça justiça para assim conseguirmos alcançar a harmonia social e a paz. Porque a paz só se consegue através da justiça", concluiu Rafael Godeiro.

SECRETARIA NACIONAL DA SEGURANÇA PÚBLICA INVESTE EM BASE COMUNITÁRIA DE POLÍCIA DE BAIRRO EM NATAL


Governador em exercício inaugura Base Comunitária de Polícia de Bairro de Gramoré nesta sexta-feira

O governador em exercício, Rafael Godeiro, inaugura nesta sexta-feira (1º), às 10h, a Base Comunitária de Polícia de Bairro de Gramoré, na Zona Norte de Natal. O Governo do Estado, em parceria com a Secretaria Nacional da Segurança Pública, está investindo R$ 3 milhões na reestruturação das 24 bases da Polícia Comunitária em Natal.

Restauradas, as unidades estão sendo dotadas de mobília, computadores e veículos. Cada base contará com uma viatura e duas motocicletas. Além da nova estrutura que está sendo disponibilizada, foram adquiridas 05 vans, com 16 lugares cada, representando um investimento de R$ 395 mil. O Governo também está investindo em planejamento e na requalificação do efetivo policia que atua diretamente nas comunidades.

Já foram entregues à população, as bases comunitárias dos bairros de Nova Natal, Parque dos Coqueiros, Parque das Dunas, Jardim Progresso, Alvorada e São Gonçalo do Amarante. Também já estão autorizadas pelo Ministério da Justiça (PAC-2), as construções de mais 30 bases comunitárias – sendo 15 em Natal, 05 em Mossoró, 06 em São Gonçalo do Amarante, e 04 em Parnamirim.

Pavilhão de Alcaçuz

Antes de inaugurar a base comunitária, o governador Rafael Godeiro fará uma visita à penitenciária de Alcaçuz, às 08h30, onde irá acompanhar as obras de construção do novo pavilhão que garantirá ao sistema penitenciário do Estado mais 400 vagas. O novo pavilhão, construído pelo método de pré-moldados modulados de concreto, estará pronto no mês de dezembro.

Na obra, o Governo do Estado está investindo mais de R$ 10 milhões com recursos próprios. Com a inauguração do pavilhão, o Governo reduzirá consideravelmente o déficit de vagas existente no sistema previdenciário.

VÔO DIÁRIO LIGA NATAL A MOSSORÓ


Vôo diário ligando Natal a Mossoró será inaugurado nesta sexta-feira (1º)

O vôo diário ligando Natal a cidade de Mossoró será inaugurado às 17h desta sexta-feira (1º). A rota Natal/Mossoró será feira pela companhia aérea pernambucana Noar Linhas Aérea, especializada em vôos ligando as principais cidades nordestinas.

Diariamente, de segunda a sexta-feira, o vôo sairá do aeroporto Augusto Severo às 17h10, chegando a Mossoró às 18h. O retorno sai de Mossoró às 18h20 e chega a Natal às 19h15. O avião é um L-410, conhecido por LET, de fabricação tcheca, com capacidade para 19 passageiros, e próprio para vôos de curtas distâncias.

De acordo com a Noar Linhas Aéreas, o preço da passagem Natal/Mossoró será de R$ 137,90. O vôo inaugural, que tem o preço promocional de R$ 99, terá entre os seus passageiros o secretário de desenvolvimento econômico, Francisco de Paula Segundo; e o secretário de Turismo, Múcio Sá.

O avião que parte de Natal para Mossoró tem a origem do vôo em Recife e passa antes por João Pessoa. Informações mais detalhadas podem ser encontradas no site da empresa www.voenoar.com.br. Na fase inicial de implantação da rota deverão ser criados 200 empregos diretos e indiretos. “A Noar está se propondo a ligar toda a região Nordeste, chegando aos lugares onde as demais companhias não conseguem chegar, de forma segura e rápida”, adianta seu diretor executivo, Marjony Camelo.

Por Agência RN

SELO UNICEF - UM INTRÍNSECO OLHAR DE NOSSA REALIDADE


Precisamos olhar continuamente para nós mesmos

O mundo não fala, somos nós que falamos. Precisamos continuamente olhar para dentro de nós mesmos. Observemos nosso ser interior, encontremos nossa voz única e aprendamos a prestar atenção a ela, e teremos então a experiência de vida que merecemos, assim talvez, outros vejam minha comunidade, nossa cidade com bons olhos.

O selo UNICEF município aprovado - Edição 2009-2012 é uma estratégia para promover os direitos das crianças e adolescentes e contribuir para o Brasil alcançar os objetivos de desenvolvimento do milênio (ODM). Em Santana do Matos, precisamente nesse segundo semestre de 2010 alguém vislumbrou a importância de convergir esforços e investir na matéria prima inesgotável e sempre disponível de boa qualidade que é a nossa juventude, o nosso futuro.

Neste empenho no município de Santana do Matos foi designada e atua como articuladora do Selo UNICEF Elisa Fernandes que procura conscientizar a necessidade de apoio, interesse e envolvimento das comunidades nas ações e projetos desenvolvidos na cidade.

Em destaque o projeto “Cidadania em Nosso Bairro” em prol da Conquista do Selo UNICEF, conta com a participação das Secretarias de Educação, Saúde, Ação Social e do Conselho Tutelar. No último evento realizado na cidade houve apresentações de crianças do PETI, flauta doce, marionete, dança da peneira por um grupo da melhor idade (CRAS), peça do folclore e uma peça teatral apresentada por professores da creche Almira Melo. Na ocasião houve distribuição de kits bucal e panfletos educativos pela equipe de endemias, o qual alertou as pessoas no controle, prevenção e combate o Aedes Aegypti. Espera-se que a prática em ações por cada membro desses segmentos sejam uma conscientização diária dos seus afazeres.

Numa segunda fase, as ações procuram arregimentar esforços junto aos principais segmentos sociais do município. Nesta quarta, 28, foi realizado o 1º fórum comunitário em pró selo UNICEF com a participação da primeira Dama do município, autoridade eclesiástica, secretários municipais, vereador, comunicadores, gestores, professores, alunos, representante do pró jovem, lideranças comunitárias e a sociedade civil em geral. O espaço da câmara municipal recebeu bom público correspondendo assim, o trabalho que está sendo feito a meses.

Os questionamentos colocados e equacionados fortalecem a participação Social. Obtendo-se dados importantes para os processos de planejamento, execução, monitoramento e a orientação da necessidade de políticas públicas vetoriais sobre o assunto. Essas ações conjuntas possibilitariam objetivos diretos, dando oportunidades a criança e a cada adolescente o direito de se desenvolver, aprender, proteger-se e ser protegido, crescer sem violência e ser prioridade absoluta nas políticas públicas.

A articuladora do Selo UNICEF Elisa Fernandes destacou o desempenho de Pe Josino, membro do Conselho e fez um diagnóstico das ações desenvolvidas visando a melhoria das políticas públicas, qualidade de vida, desenvolvimento educacional, social e cultural.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

GRANDEZAS DO ARAGUAIA

Grandezas do Araguaia


Poucas coisas se bastam no mundo para serem compreendidas pelas pessoas, como a dedicação à luta revolucionária por dias melhores para a humanidade. Uma dessas coisas ocorreu numa delimitação geográfica – o sul do Pará - e uma estimativa numérica (setenta pessoas), porém de repercussão inestimável e cuja importância histórica o tempo dirá. Refiro-me a um participante da Guerrilha do Araguaia, cuja atuação foi algo tão forte, constituindo-se numa espécie de essência daquele movimento organizado pelo Partido Comunista do Brasil – PC do B. Naquele ocasião – fins da década de sessenta e início da década de setenta, o partido entendeu que a luta armada seria o caminho para retirar o Brasil da ditadura estabelecida a partir do golpe militar de 1964.

Quando Glênio (Sá), junto com o seu companheiro de partido Alírio Guerra, morreu vítima de um acidente nunca investigado completamente, o Diário de Natal publicou uma manchete muito significativa, que dizia: “Morrem os caminhantes dos sonhos”. Aquele título, dado por um jornal com o qual o próprio Glênio havia travado embates extremados - pois tinha à frente o jornalista Luís Maria Alves, anti-comunista declarado e, na sua trincheira, um combatente leal, pois lhe dava a consideração dos direitos de respostas – dava uma dimensão da importância de Glênio (e do companheiro daquela jornada, Alírio, que não fora da Guerrilha do Araguaia, mas participou de lutas também de grande importância).

O título de caminhante dos sonhos caracterizava a então chamada utopia, mas ia além, pois era pública e notória em todos os meios a postura decidida, corajosa, firme, amiga e leal de Glênio, que atuou no movimento estudantil de Fortaleza; foi para o Araguaia, onde participou de variadas etapas da guerrilha; foi preso e torturado, sendo levado a vários porões da ditadura; e liberado de forma estranha, pois o regime não queria documentar nada que configurasse a existência do movimento guerrilheiro. Voltando ao Rio Grande do Norte, aos poucos retomou uma vida revolucionária, como estudante de Geologia, militante do movimento estudantil e dirigente do partido.

Antes de assumir outras tarefas, depois de estudar radio na Escola Industrial e fazer um curso de rádio do Instituto Universal, já montava rádios e tinha o hábito, quase hobby, de captar emissoras do mundo inteiro. Naquele tempo sintonizei a Rádio Tirana, da Albânia, que falava sobre o movimento guerrilheiro no interior do Brasil. Tinha acesso a revistas e jornais e nunca vira nada a respeito. Daí a ânsia de comentar com alguém aquele achado. Fazia um lanche na Praça Pedro II com um amigo e, ao falar entusiasmado sobre o que ouvira, fomos abordados por um homem que apresentou uma carteira da Marinha e nos aconselhou esquecer o assunto, para nosso próprio bem. Tomamos um grande susto e nunca mais voltei a ver aquele agente.

Anos depois, voltamos a sintonizar aquela rádio, eu, Glênio e outros, ainda em busca das notícias que a censura não deixava a imprensa publicar. A face sertaneja do guerrilheiro ficava rubra, devido à emoção que não podia evitar que transparecesse, como que revivendo cada momento dramático da sua vida. Certa noite detalhou tudo para os amigos. Contou que em 1970 partiu para São Paulo e depois se engajou no então clandestino PC do B, indo atuar no sul do Pará. Dedicado ao trabalho no campo, terminou preso pelo Exército quando buscava tratamento para malária e foi delatado. Submetido a diversos atos desumanos, chegou a permanecer em uma cela solitária na qual sequer podia ficar em pé. Glênio voltou ao convívio da família em setembro de 1974.

A têmpera revolucionária de Glênio fazia-o buscar incessantemente a re-implantação do Partido na região, através dos contatos possíveis. Noites, madrugadas e dias afora ele tentava reconstituir os documentos do Partido, ao mesmo tempo em que procurava participar dos raros eventos democráticos que eram programados. Corajosamente, fundou, no início de 1980, no afastado bairro de Igapó, uma sociedade de defesa dos direitos humanos, que reunia um grupo considerável de pessoas e discutia os assuntos políticos da época. Tratava-se de uma entidade democrática e comprometida com a luta dos setores populares. A primeira grande luta da sociedade foi contra a poluição provocada por uma fábrica de diatomita, que afetava os moradores do bairro.

Depois de retomado o contato com o Partido, periodicamente ele recebia a visita de alguém do Comitê Central, que trazia documentos e informações, além de realizar reuniões completas para atualizar a todos. Eram antigos camaradas, que traziam grandes experiências da luta revolucionária e novos militantes, que estavam exercendo funções importantes na política nacional ou regional. As reuniões eram sempre um período de total tensão. O aparelho tinha que ser mantido na mais perfeita camuflagem e o sigilo sobre a presença do representante nacional era total. Nada podia ser revelado nem mesmo aos familiares que não estivessem envolvidos com o Partido, pois tratava-se de questão de vida ou morte.

Esta reflexão surge quando vemos as informações disponibilizadas pela Rede Globo sobre sua nova novela – Araguaia -, as quais fazem uma referência relâmpago aos fatos ocorridos na região escolhida para cenário da nova trama. É preciso registrar que o Araguaia não é apenas uma bela paisagem e uma área para a qual o Brasil precisa voltar-se de forma mais completa e verdadeira. Ali ocorreram fatos como aqueles documentados no filme “A conspiração do silêncio”. Foi algo muito profundo, muito completo e de grande valor histórico. No dizer de uma das guerrilheiras, “os moradores da região nunca mais foram os mesmos, depois da guerrilha”.

Walter Medeiros
Jornalista

GOVERNADOR RAFAEL GODEIRO VISITA INÍCIO DE OBRAS NA GRANDE NATAL

Governador em exercício acompanha início da pavimentação nas obras de prolongamento da Avenida Prudente de Morais

Governador Rafael Godeiro Sobrinho
O governador em exercício, Rafael Godeiro Sobrinho, acompanhado do secretário de Estado da Infraestrutura, Dâmocles Trinta, e do Diretor Geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), José D'Arimateia Fernandes, visitou nesta quarta-feira (29) os serviços de imprimação asfáltica nas obras de prolongamento da avenida Prudente de Morais, em Natal.

A imprimação da pista é a preparação do terreno com um material betuminoso para a posterior aposição de asfalto. O trecho a ser pavimentado agora vai da ponte sobre o Rio Pitimbú até a empresa Brasinox, na BR-101. Já o trecho entre o rio e o conjunto Cidade Satélite passará pelo mesmo procedimento assim que os dois túneis, que estão em construção, forem concluídos.

"Esta obra terá enorme importância para desafogar o trânsito de Natal. É uma obra extraordinária e com grande reflexo na melhoria da qualidade de vida e no desenvolvimento econômico da capital e das cidades vizinhas", observou o governador Rafael Godeiro.

O prolongamento da Prudente de Morais representa investimentos de R$ 27 milhões, sendo R$ 17 milhões de convênio entre o Governo do Estado e o Ministério do Turismo, e R$ 10 milhões oriundos do PAC da mobilidade.

Os serviços em execução contemplam também as vias de acesso ao aeroporto de São Gonçalo do Amarante e diversas intervenções na Avenida Engenheiro Roberto Freire. A primeira etapa, entre a Avenida dos Xavantes e a BR-101, está prevista para ser concluída já em dezembro deste ano.

Para facilitar o trânsito, dois túneis estão sendo construídos. Um no cruzamento com a Rua Tamanduateí e outro no cruzamento com a Rua Caiapós, ambas em Cidade Satélite. Além dos túneis, já foi iniciada também a pavimentação da nova via. A obra começou em setembro de 2009 e ampliará a Prudente em 4,7 quilômetros. A primeira etapa, entre a Avenida dos Xavantes e a BR-101, está prevista para ser concluída em dezembro deste ano.

A segunda etapa da obra consiste na construção de um viaduto sobre a BR-101, no trecho próximo à entrada do aeroporto, e tem prazo de conclusão previsto para o segundo semestre de 2011.

Na última sexta-feira (24), foi encerrada a concretagem da ponte sobre o Rio Pitimbu, que terá 42 metros de extensão e cinco metros de altura.

CAPACITAÇÃO PREVENTIVA SOBRE ÚLCERA POR PRESSÃO


Conselho de Enfermagem promove capacitação sobre Protocolo de Úlcera por Pressão

Com o tema "Vamos dizer NÃO a úlcera de pressão, essa é uma luta pela vida" e visando contribuir efetivamente para a melhoria da saúde da população do Estado, o Conselho de Enfermagem do Rio Grande do Norte promove nesta próxima quinta (30/09), no auditório do departamento de Enfermagem, das 8h às 12h e de 14h às 18h, capacitação para implantação do Protocolo de Prevenção e Tratamento de Úlcera por Pressão no RN.

Apesar de possuir proporções gravíssimas no mundo inteiro constituindo-se em um problema de saúde pública, a Úlcera por Pressão, não vem ao longo dos anos recebendo a devida atenção das gestores e autoridades da área da saúde. No Rio Grande do Norte o problema é uma das demandas atuais da população junto ao Ministério Público do RN, o que motivou o COREN-RN na idealização desse trabalho. As úlceras por pressão são aqueles ferimentos provocados, entre outros fatores, pela falta de movimentação do paciente no leito e, consequentemente, falta de circulação sanguínea, conhecido antigamente como escaras.

Para a ministrante da capacitação, Enfermeira Jussara Paiva, a enfermagem não é responsável pelo problema, mas pode dar uma contribuição grandiosa na diminuição de sua incidência e complicação. "Hoje as pessoas estão morrendo nos hospitais do RN de úlcera por pressão. No entanto em 95% dos casos a doença pode ser evitada pela prevenção.", afirma a enfermeira.

Segundo a presidente do COREN-RN, Enfª Alzirene Nunes de Carvalho, essa é mais uma etapa dentro do projeto da atual gestão de contribuir para a saúde da população. "Em 2009 o COREN-RN instituiu uma Comissão formada por Enfermeiros para Elaboração desse Protocolo. Agora iniciamos a fase de capacitação onde haverá uma discussão detalhada sobre o protocolo em todo Estado começando pela grande Natal.", disse Alzirene.

A capacitação terá vagas direcionadas para Enfermeiros das Unidades Hospitalares da Grande Natal, que atuarão como multiplicadores, nos serviços de saúde, dos conhecimentos adquiridos.

Durante essa capacitação os serviços vão apontar às necessidades materiais que interferem na implantação do protocolo. Em seguida esse levantamento será encaminhado para que os gestores tomem as devidas providências. Além do COREN, todo esse processo conta também com o acompanhamento do Ministério Público.

Att. Elys Rocha
AssCoren-RN

ARMAS DE BOLSO SEM TINTEIRO VALORIZAM OUTROS CALIBRES

Novos calibres em cheque .43, .50, .27, .21, .28, .45, .16. .29, .16 ou mais popular .13
 
O Brasil e a corrupção: uma sociedade doente é uma sociedade violenta
Do Rio .40 

Recentemente tivemos o desprazer de ver dois casos de bandidagem em altos escalões da hierarquia pública do nosso país. Um deles ocorreu no círculo político do longínquo estado do Amapá, no extremo norte da Amazônia brasileira, envolvendo a cúpula do governo estadual. O outro mostra um esquema de corrupção na cúpula da Superintendência fluminense da Polícia Rodoviária Federal.

No primeiro, temos uma quadrilha, composta por governador e ex-governador, suspeita de desviar R$ 300 milhões em recursos públicos que deveriam ser investidos na educação básica no estado do Amapá. Só para se ter uma idéia, R$ 300 milhões equivale a 11% do PIB do setor público no estado amazônico (estimado em R$ 2,7 bilhões, segundo dados de 2007 do IBGE).

Isso significa que uma quadrilha de pessoas, cuja função era zelar pelo bem comum e defender os interesses da população do Amapá, confiscou 11% do dinheiro que poderia tornar melhor a vida de 630 mil pessoas.

Bem, essa quadrilha, formada, segundo a Polícia Federal, por 18 marginais, que roubou R$ 300 milhões do meu, do seu, do nosso bolso, ficou presa por alguns dias e foi solta. Os chefes do bando (segundo a Polícia Federal), nada menos do que o governador do estado e o ex-governador (hoje candidato ao Senado), voltaram ao estado.

O governador reassumiu o governo do estado, como se nada tivesse acontecido, e deve reassumir sua campanha pela reeleição (provavelmente custeada pelo dinheiro que foi desviado do Fundeb e do Fundef). O ex-governador também provavelmente vai reassumir sua campanha ao Senado, sem qualquer pudor.

Já no segundo caso, temos uma quadrilha de policiais rodoviários federais, ou seja, pessoas armadas e equipadas com o dinheiro do contribuinte. Nada menos do que dez pessoas, entre elas o superintendente regional do Rio de Janeiro, tiveram suas prisões preventivas decretadas pela 1a Vara Federal Criminal do Rio, por crimes como formação de quadrilha, corrupção (quando o agente pede ou aceita propina), concussão (isto é, quando o agente exige a propina) e prevaricação (quando o agente deixa de cumprir com sua função, permitindo que o crime seja cometido).

Investigações do Ministério Público Federal mostram que o esquema criminoso permitia a infratores da lei retirarem seus veículos irregulares de um pátio da Polícia Rodoviária, com o aval dos agentes públicos.

Além disso, um dos agentes, que concorre a um cargo político nessas eleições, permitia que os veículos apreendidos fossem usados em comunidades carentes com vistas a se promover politicamente nesses currais eleitorais. Outra acusação é que esse mesmo policial rodoviário usava carros e recursos da PRF em sua campanha eleitoral.

A denúncia do MPF mostra ainda outros crimes, como a liberação de um comerciante chinês com dinheiro suspeito, mediante o pagamento de uma propina de R$ 10 mil para financiar a campanha do agente.

Já os chefes desse policial faziam vista grossa para as atitudes sem limite do marginal, a fim de que pudessem lucrar com a eleição do bandido. Pelo menos é isso que diz a denúncia do Ministério Público, que foi aceita pela Justiça Federal.

Os dois casos revelam algo que todos já sabemos. O Brasil é um país corrupto. A corrupção está em todas as esferas da nossa sociedade. Está na política, na polícia, na Justiça, nas forças armadas, nos órgãos públicos, nas organizações comunitárias, nas famílias, nas relações individuais. Enfim está em todo lugar.

Nós, brasileiros, somos afetos à corrupção. Afinal, não só recorremos rotineiramente a ela como também ficamos impassíveis quando esquemas de desvio de dinheiro público ou de cobrança de propina se descortinam ante nossos olhos.

No caso do Amapá, por exemplo, é chocante não só ver que governador e ex-governador são soltos depois de ficarem apenas uma semana presos, como os dois acusados são recebidos com festa por 20 mil pessoas ao chegarem em seus estados.

São 20 mil pessoas comemorando a soltura e a volta para casa de alguém que é acusado de roubar dinheiro de seu bolso, dinheiro que seria usado para dar educação e um futuro melhor a seus filhos.

É como se você tivesse sua casa arrombada por um bandido e todos seus bens, surrupiados. E, depois de uma semana, recebesse esse bandido com uma grande feijoada em sua homenagem. E mais, ainda aceitasse que esse mesmo bandido voltasse a gerenciar suas economias e suas vidas.

É realmente assombroso ver também, por exemplo, como um deputado federal do maior estado brasileiro, acusado em diversos processos de desvio de verbas públicas e envio desse dinheiro para contas em paraísos fiscais.

E esse mesmo deputado não só circula solto pela nossa sociedade como é eleito e reeleito para representar as mesmas pessoas que foram roubadas por ele na Câmara dos Deputados. E o pior, esse deputado nunca é condenado, porque seus processos caducam no vagaroso (de forma proposital) trâmite das altas cortes do país.

Não podemos nos esquecer das últimas denúncias de tráfico de influência dentro da Casa Civil, o braço direito da Presidência da República. Os exemplos de corrupção e imoralidade no país são infinitos. Vão desde o atropelador assassino que aceita pagar propina para o policial militar não prendê-lo até o filho de ministro que se usa do cargo da mãe para lucrar milhões, às custas do povo brasileiro.

Temos, portanto, duas constatações tristes sobre a corrupção no nosso país. A primeira é a impunidade, que, em geral, beneficia apenas aqueles que tem poder político e econômico no nosso país. A segunda é a relação amistosa (e até amorosa) que o povo brasileiro tem com a corrupção.

Uma das explicações para isso estaria no fato de que o Estado brasileiro nunca existiu de fato. Desde os tempos da colônia, em que fomos divididos em capitanias hereditárias (e privadas) somos um país dominado por interesses particulares.

Em minha opinião, o Estado brasileiro nunca funcionou com o objetivo de proporcionar o bem-estar da sociedade. O Brasil sempre serviu aos interesses daqueles que detêm o poder econômico e político no país.

São as obras milionárias voltadas para enriquecer empreiteiras (e políticos), são os projetos e emendas direcionados para favorecer os financiadores de campanha, são as decisões judiciais que beneficiam amigos e aqueles que podem comprar sentenças, são os hospitais públicos mantidos na pindaíba a fim de favorecer o mercado planos de saúde, é a falta de investimento em transporte alternativo para beneficiar as empresas de ônibus, é a entrada de pessoas nas estruturas públicas para buscar benefícios pessoais, é a imunidade parlamentar, é a prisão especial para quem tem ensino superior, é a inviolabilidade do juiz etc.

Os exemplos de interesses particularistas que dominam o Estado brasileiro são inúmeros e não faz sentido ficar enumerando-os todos aqui.

O que importa aqui é que isso vem sendo feito aqui no país há anos. Ou melhor, há séculos. E séculos de uso do Estado para servir a interesses particulares (de quem tem poder político e econômico) servem para minar a credibilidade de qualquer nação perante seus cidadãos.

Quem, no Brasil, pode acreditar no Estado quando o Estado serve como uma agência reguladora de interesses privados, que usa a propina e a barganha política como suas moedas oficiais?

Ninguém além daqueles poucos que se beneficiam dessa situação. A grande maioria da população não enxerga o Estado brasileiro como um representante legítimo de seus interesses e nem acredita que esse Estado sirva para garantir seus direitos fundamentais à educação, saúde, moradia, segurança, trabalho e à vida.

O que me assusta, no entanto, é que, em vez dessa grande maioria da população (que, apesar de não acreditar no Estado, o mantém funcionando com seus impostos e seus votos), se levantar e exigir que esse Estado funcione, que seus órgãos cumpram a lei e que seus representantes defendam seus interesses, ela parece querer participar do jogo-sujo.

Sem conseguir o atendimento adequado do Estado e sem receber o mesmo tratamento que o supercidadão (aquele que tem o poder político e econômico), o cidadão comum tenta recorrer às moedas oficiais do Estado Brasileiro (a corrupção, o jeitinho, a barganha política, a troca de favores, o tráfico de influência).

É o cidadão que molha a mão do PM para evitar ser multado, porque não conseguiu marcar sua vistoria do carro em tempo adequado. É o cidadão que pergunta se você conhece alguém naquela repartição pública para agilizar seu processo, já que o tempo oficial da burocracia é inacreditavelmente moroso. É o cidadão que troca seu voto para conseguir um encaminhamento cirúrgico, assinado por um político, porque a fila de espera das cirurgias naquele hospital público é gigantesca. É o cidadão que paga a propina para que a patrulinha da PM estacione em frente a sua loja, já que o Estado não garante sua segurança por meios normais.

O problema é que, ao recorrer ao jogo-sujo, o cidadão cria um círculo vicioso dentro do Estado brasileiro, onde tudo só se resolve pela via ilegal, pela via da propina. O cidadão perde a oportunidade de mudar a realidade social do país, perde a oportunidade de exigir o cumprimento do princípio constitucional de igualdade para todos.

Mas por que estou escrevendo sobre isso em um blog de Segurança Pública? Justamente porque eu acredito que a ineficácia do Estado, a corrupção, os privilégios concedidos a supercidadãos, o jogo sujo político, entre outros males, contribuem para criar uma sociedade doente.

E sociedades doentes tendem a desenvolver sintomas desagradáveis como a violência. E os sintomas não desaparecem enquanto a sociedade estiver doente. Não adiantam Unidades de Polícia Pacificadora (UPP), investigações policiais, aumento de efetivo da polícia, criação de batalhões, metas de redução de crimes etc.

Nada disso melhora o sintoma, enquanto há um Estado desacreditado, uma grande desigualdade entre os cidadãos e uma população que acredita que a via adequada para se resolver problemas é a VIA ILEGAL.

A violência é apenas uma conseqüência...

Nota do Blog:
A realidadde dos fatos geram sintomas em síndromes coletivas: Da insegurança, da desconfiança, do descrédito, da incerteza, da vingança, da raiva, do ódio e o mais grave,  do medo coletivo. Mudanças corretivas serão necessárias nos próxmos 10 anos para obtermos a tranquilidade em vida. Recompor a Ordem Social é dever do Estado e é tão importante quanto desenvolvê-lo, caso contrário, o social em convulsão tomará novos rumos ideológicos por decisões talvez precipitadas.

QUANDO AS IMAGENS VALEM MAIS QUE 40 MIL PALAVRAS

Candidato por corredor hitleriano

Onda Vermelha sem labaredas

Um grupo de manifestantes pagos para empunhar grandes estandartes em locais estratégicos com direito a “Coordenador de Movimentos” aguardam a passagem previamente programada do candidato Iberê(PSB) ao governo do RN. Herdadas pela orientação da filosofia do poder, as cenas tem semelhanças copiadas das manifestações hitlerianas, um comportamento que não bateu com a humildade do povo norteriograndense nem tão pouco com a simplicidade e carisma de Rosalba Ciarlini(DEM), candidata da oposição apontada pelas pesquisas como vitoriosa ainda no primeiro turno. O povo comparou e faz analogias. Com essas características, os extremos consolidam uma grande diferença em prol de Rosalba, reforçada pela fortíssima rejeição a ex-governadora Wilma de Faria(PSB), também candidata ao Senado em terceiro lugar nas intenções de votos.

Portanto, rejeição, anti markting, aliados e o incomparável currículo da candidata, destacando-se o desenvolvimento de Mossoró em suas gestões, permeiam o bloqueio imposto pelo sistema. Haja vista, já desgastado e comprometido com outras instituições, grupos e pessoas atreladas e corrosivas ao sistema por muitos anos.

Passagem entubada por bandeiras em margens Flácidas!

O desperdício do dinheiro público aplicados em campanhas em markting inadequado, fora de nossa realidade urbana/interiorana, servirão também de alerta para futuras campanhas no Rio Grande do Norte, Estado esse com expressiva representatividade no Senado da República e que serve de espelho a politização do País.

ROSA GARI E JAJÁ EM SANTANA DO MATOS

Multidão politizada preenche praça e ruas em Santana do Matos para ouvir a candidata Rosalba
Onda serena do povo em Santana do Matos

Rosalba ladeada por Dr Edvaldo, Catarina, Lardjane e Naldinho

A candidata ao governo do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini (DEM) recebeu no sábado, 25, em Santana do Matos, logo na entrada da cidade, a 2 Km do centro singela homenagem e manifestações de carinho do povo santanense.





Presença de jovens deu destaque nas homenagens prestada a Rosalba
Centenas de pessoas com buquês cor de Rosa em mãos davam boas vindas, iniciando uma das maiores passeatas da região. No percurso do Posto Cajarana até o centro da cidade foram feitas expressivas demonstrações de apoio e boas vindas a Rosalba. Em carro aberto os líderes Edvaldo Guimarães e Lardjane acompanharam a candidata até a praça Aluízio Alves, onde uma multidão já esperava para o comício. Milhares de pessoas vestidas com camisetas rosas, de gola verde, identificando um símbolo como logomarca da campanha, reconhecido em todo o Estado.

Paulo de Tarso - Belíssimo discurso representando Santana
 O ex-deputado Paulo de Tarso fez abertura em palanque, resumindo tal demonstração popular do seu povo a uma única palavra que deveria ser analisada e assim conferida pelos santanenses, simplesmente Rosalba - e que ali todos nada pediam e sim estavam atentos, solidários e com a camisa Rosa nesta campanha, rumo a Vitoria!.

Em seu discurso Rosalba lembrou nossos potenciais, como a bacia leiteira, a pecuária e assumiu compromissos. Com a presença de uma criança no palco transpareceu emoção por tanta espontaneidade, citando que naquele momento aflorava os sentimentos da médica, da pediatra, da mãe e de avó. Entusiasticamente aplaudida pela naturalidade como retomou o discurso após um momento de expressos sentimentos como pessoa e como oradora.

Estiveram no palco os candidatos a reeleição no Senado Garibaldi Alves (PMDB) e José Agripino (DEM), candidatos a reeleição a Câmara Federal Felipe Maia (DEM) e Fábio Faria (PMN), deputado José Adécio(DEM) e outras lideranças regionais e municipais.

O melhor da política que os santanenses acompanham e estão sempre atentos são as ações e argumentos colocados pelos grandes oradores, naquela noite mais uma vez José Agripino foi o grande Tribuno. Com segurança mandou baixar o fundo musical e pelo domínio do verbo que lhe é peculiar, experiência e serviços prestados ao Rio Grande do Norte, deixou orgulhosos todos os presentes de tê-lo como opção - um dos maiores oradores do Senado Federal e do país.

No final falaram Lardjane, vereadores Washington, Presidente da Câmara Municipal Magnos José, Mago de Miro e Sales Araujo.
Eleitores conscientes demonstram comportamento diferenciado
O povo santanense de reconhecido posicionamentos radicais do passado desenvolve nos últimos anos novos conceitos de politização, como o exemplo da última campanha para prefeito na cidade onde em circunstâncias semelhantes, a oposição enfrentou o governo Municipal, Estadual e Federal em brilhante campanha perdida por apenas 70 votos no universo de 11.000 votantes. Para essa eleição ao Governo do Estado, os mais otimistas afirmam que Rosalba vencerá em Santana por mais de 2000 votos.

sábado, 25 de setembro de 2010

SANTANA DO MATOS AMANHECEU INSPIRADA PELA ESPERANÇA ROSA COR DE ANIL


Neste sábado, 25, Santana do Matos é o palco de um dos maiores comícios da campanha 2010 na região Central do RN. Agendas convergiram na programação: Rosa, Gari e Jajá, acompanhados de Felipe Maia, Ney Lopes Jr., Hermano Moraes, Fabio Farias e  Walter Alves. Presença das lideranças locais - Dr. Paulo de Tarso, João Lopes, Dr. Edvaldo, Dr. Edvaldo Jr., Lardjane e outras. Presença em bloco do grupo de vereadores de oposição Washington, Naldinho, Mago de Miro, Sales Araujo, Biau e  Magnos José. Além de outras lideranças de distritos e comunidades do município. Vai ser grande a participação popular pelas características de politização do povo santanense. 

AGENDA JOSÉ AGRIPINO PARA O FINAL DE SEMANA - SENADOR 252



Sábado 25/09


08h00 • Programação dos 25 Pontos - Natal
14h00 • Visita aos municípios de Upanema, Triunfo Potiguar, Paraú, São Rafael, Santana do Matos e encerramento com comício em Assu.

Domingo 26/09

10h00 • Carreata Natal é 25! - Natal
17h00 • Expresso 25 e Comício em Parnamirim

DR JOANILSON NESTE SÁBADO, 25, VISITANDO CORRELIGIONÁRIOS EM ANGICOS E REGIÃO CENTRAL

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

A QUEM A JUSTIÇA DEFENDE?


Os ministros Dias Toffoli (esquerda) e Ricardo Lewandowski durante o julgamento no STF nesta quarta-feira (22) (Foto: Foto: Nelson Jr./SCO/STF)

Votação da Ficha Limpa empata em 5 a 5


O julgamento sobre a Lei da Ficha Limpa no STF (Supremo Tribunal Federal) está empatado com cinco votos favoráveis e cinco contrários à aplicação já nestas eleições. Os ministros ainda decidem qual será o resultado final.

Pela aplicação imediata da Ficha Limpa, votaram o ministro-relator, Carlos Ayres Britto, além de Cármen Lúcia, Joaquim Barbosa, Ricardo Lewandoski e Ellen Gracie. Já José Antonio Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Celso de Mello, Marco Aurélio de Mello e Cezar Peluso, presidente do Supremo, votaram pela aplicação apenas nas próximas eleições.

Os ministros julgam ainda a validade da Lei da Ficha Limpa a partir de um recurso apresentado por Joaquim Roriz (PSC), impedido de concorrer ao governo do Distrito Federal pela Justiça Eleitoral por ter renunciado ao mandato de senador, em 2007, para escapar de um processo disciplinar. O então senador havia sido flagrado em conversa telefônica interceptada pela Polícia Federal (PF) supostamente negociando a partilha de dinheiro de propina. Com a aposentadoria do ministro Eros Grau, são dez os ministros em exercício no STF.
Fonte:Ag Estado

Comentários explodem pela Internet sobre o assunto

roberto luiz da rocha (Denuncie)

O problema do Brasil não são os bandidos de todos os tipos. A questão reside no Poder Judiciário: oneroso, ineficiente e peitado. O Judiciário não tem interesse de decidir nada, especialmente questões cruciais como a da Ficha Limpa. Adora adiar, sob a falácia de impedimentos da legislação. O fim de sua existência - "justiça" - não é considerado. Infeliz estado de direito brasileiro. Roberto.

sex, 24 set 2010 10:04:02

edison (Denuncie)

É lamentável que os Srs. Ministros do Supremo não tenham validado a Lei dos ficha limpa. Com ceteza pelo menos um tem o "rabo" preso com meia dúzia de ficha suja. Agora o povo tinha que ir a rua antes das eleições e convocar o batahão de caras pintadas que nem na época do Color.

sex, 24 set 2010 10:03:32

SINVAL ODORICO NETO (Denuncie)

Infelizmente, isso é a justiça superior do Brasil. Anda emperrada, não decide nada, e sempre faz justiça para o lado errado. Como depois de dois dias votando o assunto, ainda fica empatado? Esse é o nosso País. O Brasil.

sex, 24 set 2010 10:02:33

Moacir Pereira Dantas (Denuncie)

Que pena! O STF amarelou...

sex, 24 set 2010 10:01:41

Fabio (Denuncie)

Quem não deve não teme. Até estes "ministros" que votaram não, parece que estão envolvidos com o rabo preso. Palhaçada, palhaçada e paçlhaçada!!!!!!!!!!!!

sex, 24 set 2010 10:01:36

Vera (Denuncie)

Será que existem algum politico neste pais que ainda se lembre, o que é respeito, moral e etica, e que saiba respeitar o voto que lhe foi dados pelos cidadãos, Será que é o povo que não sabe votar, ou é o "poder" que muda as pessoas?

sex, 24 set 2010 10:01:22

Patricia (Denuncie)

Tem que divulgar o nome desses bandindos q tiveram a cara de pau de votar conta o povo desta maneira. Tenho vergonha desse pais.

sex, 24 set 2010 10:01:17

claudimir (Denuncie)

temos fazer um dia de protesto como parar o Brasil um dia ,se não aprovarem parar mais ate aprovarem,isto e uma vergonha.concordar com tanto roubo.

sex, 24 set 2010 10:00:57

Ivone (Denuncie)

Lamento que cheguemos a este ponto, onde nossos maiores magistrados, tendem a favor da corrupção, lesionando uma população que clama por justiça onde a justiça literalmente é cega, surda e muda, sabemos da inaptidão de nosso povo na hora d votar. Sem consciência política, precisamos da posição de nossos magistrados só eles podem(ou deveríam) ser capazes de constitucionalmente validar uma Lei popular, no entanto, por puro convencionismo e em prol de uma minoria corrupta e sem valores morais, usam a Constituição de forma a lesionar nossa sociedade sem consciência política. PRECISAMOS DE VERDADEIROS JURISTAS CAPAZES DE FAZER VALER A LEI PELA MORAL E OS BONS COSTUMES. TENHO VERGONHA DE TERMOS MINISTROS NO STF QUE ESQUECEM QUE ELES SÃO A LEI NESTE PAÍS, E QUE DEVERIAM VOTAR A FAVOR DA POPULAÇÃO.

sex, 24 set 2010 10:00:26

Emilio (Denuncie)

Só para completar..."O povo tem o govêrno que merece", somos uns verdadeiros babacas.

sex, 24 set 2010 09:59:48

Taika (Denuncie)

É só lembrarmos como o ministro Joaquim Barbosa chamou o ministro Gilmar Mendes, há alguns meses atras, de chefe de capangas, para dedeuzirmos qual seria o voto do min. Gilmar. Quanto aos ministros Marco e Celso de Melo, também não foi surpresa, pois defendem interesses de familiares. E, o min. Tofolli é aquele nomeado pelo Lula em agradecimento pelos servoços prestados ao PT como advogado, apesar de estar envolvido em denúncias e processos no seu estado. ALERTA: o Lula passou todo o seus mandadtos dizendo que "não sabia e nem viu" ae a Dilma aprendeu a lição. Como que uma ministra tendo como seu braço direito e de confiança uma Erenice não via as maracutaias feitas por esta? A Dilma não assinava todas as papeladas ? Agora ela diz que, se houve maracutaias, ela não tomou conhecimento. CURIOSIDADE: Por que o IBGE desandou a divulgar noticias favoráveis ao governo agora, em cima da eleição? Parece que o Jornal Nacional no AR, quando mostrou a situação de calamidade nos estados do Norte e Nordeste, falta de escolas, transportes, hospitais, rede de agua e esgostos, estava falando de outro país. Acho que chegou a hora de exigirmos que os ministros de todas as cortes supremas sejam eleitos pelo povo e que tenham um mínimo de esperiência em todas as áreas, e não sómente como advogado de um ParTido político. Ainda mais quando, quem o nomeia, não tem moral e caráter para tal responsabilidade, muito menos ainda o tem o congresso nacional, que aprova tudo que vem do executivo em troca de sabe Deus o que.

sex, 24 set 2010 09:59:47

Billy Joey (Denuncie)

Só mais uma pergunta: Até quando vocês vão continuar assassinando covardemente o povo brasileiro?

sex, 24 set 2010 09:59:41

João (Denuncie)

Agora cabe a nós, brasileiros, não votar em quem tiver a ficha suja na justiça. Vamos nos mexer um pouco e pesquisar mais a vida dos políticos. Eu, de minha parte, estou decidido a votar em branco, pois ninguem merece meu voto e ninguem vai roubar a nação com a minha ajuda.

sex, 24 set 2010 09:59:36

CARIVALDO FILHO (Denuncie)

É UMA VERGONHA SER BRASILEIRO, EM TODA PARTE SÓ EXISTE HIPÓCRITA, POR ISSO QUE ESSE BRASIL ESTA UM CABARÉ DE ÚLTIMA CLASSE, ESSES CINCO MINISTROS QUE FORAM CONTRA ESTA INCLUIDO NESTE CALDEIRÃO DE SUJEIRA, POVO BRASILEIRO ACORDEM, SÓ A JUSTIÇA DE DEUS.

sex, 24 set 2010 09:59:10

Fábio (Denuncie)

Estou indignado, envergonhado e constrangido de ser brasileiro. Isso é uma vergonha ! Não se pode confiar nem no STF? Era só o que faltava ........proteger político corrupto!

sex, 24 set 2010 09:59:00

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

AGENDA JOSÉ AGRIPINO - SEXTA-FEIRA 24/09 - PARA SENADOR 252

24/09 AGENDA JOSÉ AGRIPINO 252

Sexta-Feira 24/09
08h00 • Visita ao município de Pilões
09h30 • Visita ao município de Antônio Martins
14h00 • Visita aos municípios de Serra do Mel, Porto do Mangue e Carnaubais
19h00 • Descida do Alto de São Manoel – Mossoró

PESQUISAS PARA GOVERNO DO ESTADO E SENADO NO R. G. DO NORTE

Gari, Rosa e Jajá

Pesquisas para governo do RN e Senado


"Duvulgação nesta quinta-feira, 23 de Setembro as 20:30h"

Pesquisa Ibope votos válidos:
Rosalba 55%
Iberê 33% e
Carlos 10%

Considerando apenas os votos válidos, tirando os brancos, nulos e indecisos, o Ibope apontou o seguinte resultado:

Rosalba Ciarlini – 55%
Iberê Ferreira – 33%
Carlos Eduardo – 10%
Outros – 2%

Pesquisa Ibope: Rosalba ganharia no primeiro turno com 49%. Para o Senado, Garibaldi mantém 60% e José Agripino 58%

O Ibope acabou de divulgar nesta quinta-feira (23) o resultado da pesquisa encomendada pelo Inter TV Cabugi, durante o RN TV 2ª edição.

No total foram 812 entrevistas, entre os dias 20 e 22 de setembro, para ouvir a preferência do eleitorado para governo do estado e Senado.

O percentual de Rosalba Ciarlini (DEM) para o governo do estado é 49%. Para o senado, Garibaldi Filho (PMDB) disparou na primeira posição com 60%. Em seguida, vem José Agripino com 58%.

A margem de erro da pesquisa Ibope é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Governo do Estado
Rosalba Ciarlini (DEM) – 49%
Iberê Ferreira (PSB) – 29 %
Carlos Eduardo (PDT) – 9%
Sandro Pimentel (PSOL) – 1%
Brancos /Nulos – 6%
Indecisos – 4%

Os demais candidatos não atingiram 1% das intenções. Considerando apenas os números válidos, Rosalba ganharia no primeiro turno.

Senado
Garibaldi Filho (PMDB) – 60%
José Agripino (DEM) – 58%
Wilma de Faria (PSB) – 37%
Hugo Manso (PT) – 6%
Dário Barbosa (PSTU), Joanilson Rego (PSDC), Alexandre Guedes (PSOL), Sávio Hackradt (PCdoB) e Valdemar Soares (PSOL) – 1%
Brancos /Nulos – 10%
Indecisos – 10%

IBERÊ ESTOU A 1% DE IR PARA O 2º TURNO -


Iberê não demonstrou mais otimismo ao dizer: estou a 1% de ir para o 2º turno

Foi o que disse o governador Iberê Ferreira, candidato a reeleição pelo PSB no Rio Grande do Norte durante uma sabatina da Tribuna do Norte - “Estou a 1% de ir para o 2º turno.”

Governador Iberê
As pesquisas feitas por sua coligação não deixam dúvidas que o segundo turno é a única esperança que resta, dependendo ainda do resultado do dia 3 de Outubro que sinalizam uma diferença de 1% dos votos para obter tal possibilidade. Possibilidade essa a cada momento mais difícil com a provável derrota da candidata Wilma de Farias ao Senado. 

Com o trunfo corruptível da política brasileira, criado nos corredores da Câmara Federal e do Senado da República em Brasília após a constituição de 1988, o “Segundo Turno” é um instrumento figurado que serviria para uma “análise aprimorada” que na verdade mais proporciona pressão e corrupção do que a oportunidade de aferir aos mais indecisos ou aos anti democráticos. Resumindo segundo turno é sinônimo de conchavos, influências e corrupção. Uma mancha negra nas eleições do País.

Outro instrumento poderoso são as pesquisas. No momento o Planalto deve ter instruído para não falar delas no RN. Desvalorizar ou desconsiderar a credibilidade dos institutos seria agravar mais ainda a situação da disputa a nível presidencial, onde a candidata Dilma parece definir no primeiro turno, o que não seria bom dizer que as pesquisas falham e as vezes são manipuladas.

Neste momento, o povo já definiu as eleições no Rio Grande do Norte para governo do Estado e para o Senado. A situação acomodada ante a realidade, não tentará mais nada com pesquisas ou segundo turno. Seria como cobrir um santo e descobrir outro. Por via das dúvidas, eles vão rezar para o santo mais generoso. Os escolhidos são as mudanças necessárias e a rejeição por outrem por aqueles que não aceitam imposições pelo força do poder.

POLÍCIA DE BAIRRO NO RN RECORRE AS ESTRATÉGIAS DO RIO DE JANEIRO!


Programa Polícia de Bairro vai utilizar estratégias da Polícia Pacificadora do Rio de Janeiro

O Programa Polícia de Bairro, adotado em 24 comunidades de Natal, ganha um reforço nas ações de combate à violência. À convite do Comando Geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, o major Eliezer de Oliveira Farias, da Polícia Militar do Rio de Janeiro, ministrou uma palestra sobre a experiência de êxito das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP), adotadas há cerca de dois anos e que atualmente estão presentes em 11 comunidades cariocas.

Policiais Militares, Policiais Civis, Bombeiros Militares, Guardas Municipais e alguns líderes comunitários participaram, nesta quinta-feira (23), do curso Nacional de Multiplicador da Polícia Comunitária, que teve como objetivo promover uma troca de experiências entre os segmentos participantes e fortalecer as ações do programa Polícia de Bairro.

Major Eliezer em Natal - Foto: Demis Roussos
"Esse conhecimento, repassado pelo major Eliezer, é muito importante para que possamos melhorar cada vez mais as ações do programa Polícia de Bairro que adotamos em Natal", observou o governador Iberê Ferreira de Souza.

Na palestra, os participantes conheceram os resultados alcançados pela Polícia Pacificadora no Rio de Janeiro e discutiram formas de aplicar ações semelhantes nas unidades da Polícia de Bairro, buscando a
 melhoria da política de segurança pública nas comunidades.

Polícia de Bairro
O Programa Polícia de Bairro é promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) e da Secretaria Nacional da Segurança Pública (Senasp) e representa um investimento de mais de R$ 3 milhões na reestruturação das 24 bases da Polícia Comunitária em Natal. As unidades estão sendo reformadas e dotadas de mobília, computadores e veículos, além de investimentos em planejamento e requalificação do efetivo que atua nas comunidades.